Olimpíadas geram quase um milhão de m² de calçadas

Além do entorno dos equipamentos construídos para atender ao evento, Rio de Janeiro também modernizou calçamento em outras áreas da cidade

Além do entorno dos equipamentos construídos para atender ao evento, Rio de Janeiro também modernizou calçamento em outras áreas da cidade

Por: Altair Santos

As calçadas devem sair como as grandes vitoriosas dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, que começam daqui a 30 dias. O programa de mobilidade urbana projetado para a cidade gerou quase um milhão de m² de calçamento novo na capital fluminense. Boa parte desta revitalização está no complexo conhecido como Porto Maravilha. Na área com 5 milhões de m², há 650 mil m² de calçadas que seguem as mais recentes normas de acessibilidade.

Parque Olímpico: paver reveste todo o calçamento que envolve os equipamentos esportivos
Parque Olímpico: paver reveste todo o calçamento que envolve os equipamentos esportivos

Foram usados dois tipos de pisos no Porto Maravilha. Na área que abrange o Museu do Amanhã, as obras envolveram regularização de subleito, aplicação de concreto magro e assentamento de piso em granito 45 cm x 45 cm. No entorno, o projeto também previu a regularização do subleito, porém com nivelamento através de pó de pedra e assentamento de piso intertravado retangular em bloco de concreto (10 cm x 20 cm).

Atualmente, independentemente do local em que se esteja no Rio, chama a atenção a padronização do calçamento. Todas as áreas revitalizadas atendem a ABNT NBR 9050:2004 – Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. A norma define critérios de sinalização em espaços públicos e parâmetros de ergonomia que priorizam o pedestre.

Além do Porto Maravilha, o programa de mobilidade abrangeu também os seguintes pontos turísticos do Rio de Janeiro: Pão de Açúcar, Praça XV, Paço Imperial, Cinelândia, Praia de Copacabana, Praia da Barra da Tijuca, Corcovado, Jardim Botânico, Vista Chinesa e Mesa do Imperador. Nestas áreas, foram instalados 4 mil m² de calçadas acessíveis e 5.831 m² de pavimento em concreto na entrada destes cartões-postais da cidade.

Entorno do estádio olímpico recebeu mais de 130 mil m² de calçamento
Entorno do estádio olímpico recebeu mais de 130 mil m² de calçamento

As tradicionais calçadas com pedras portuguesas, que tornaram a Avenida Atlântica e outras ruas da zona sul do Rio internacionalmente conhecidas, também foram revitalizadas. A prefeitura da cidade montou uma equipe de calceteiros e trouxe técnicos portugueses para treiná-los, a fim de que atuassem na manutenção do calçamento da orla de Copacabana, Ipanema e Leblon.

Equipamentos olímpicos
A segunda área que mais recebeu calçamento novo no Rio de Janeiro é a que envolve o entorno do estádio Olímpico. Ali foram revitalizados 131.840 m² de calçadas. São 34 vias com pavimentação em granito e paver, faixas de rolamento e realinhamento de meios-fios. Outros equipamentos olímpicos que também receberam calçamento novo foram: Deodoro (63 mil m²), Sambódromo (25,6 mil m²) e Maracanã (2 mil m²).

No Parque Olímpico, localizado na Barra da Tijuca, e que concentrará a maior parte das modalidades envolvidas nos jogos, foram construídos 52 mil m2 de calçadas. Essa metragem envolve também a Vila Olímpica, projetada para abrigar mais de dois mil atletas. Toda a área é 100% compatível com normas de acessibilidade. A principal obra no parque é a Via Olímpica, revestida com pavers em dois tons de cinza e cuja forma sinuosa é inspirada nas curvas das calçadas tradicionais da praia de Copacabana.

Entrevistada
Empresa Olímpica Municipal (via assessoria de imprensa)
Contato: imprensa@empresaolimpica.rio.rj.gov.br

Créditos Fotos: Divulgação/Prefeitura do Rio de Janeiro

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo