Governo de Santa Catarina inicia dragagem do Rio Itajaí-Açu em Rio do Sul

A ação visa prevenir as cheias no Alto Vale do Itajaí, região que recorrentemente sofre com enchentes

O serviço de dragagem é feito por uma retroescavadeira, em uma balsa, que faz a retirada de sedimentos e objetos que estão depositados no leito do rio. Crédito: Roberto Zacarias/SECOM

Depois das graves enchentes no Rio Grande do Sul, agora 20 municípios de Santa Catarina entraram em estado de alerta devido às inundações. O caso mais grave é de Rio do Sul, onde o nível do Rio Itajaí-Açu atingiu 9,06 metros. Por conta disso, a prefeitura decretou situação de emergência. Esta não é a primeira vez que a cidade é atingida. Em novembro de 2023, a cidade teve sua segunda maior enchente da história, com 13,04 metros.

Para evitar novas tragédias, no dia 11 de maio, antes das enchentes, o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello assinou, em Rio do Sul, a ordem de serviço para o início das obras de dragagem do Rio Itajaí-Açu. Com isto, o Governo de Santa Catarina destinará R$ 16,2 milhões para a remoção de sedimentos dos rios e a limpeza de suas margens. Os trabalhos serão realizados ao longo de 8,2 quilômetros, abrangendo os rios Itajaí do Sul, Itajaí do Oeste e, após a confluência desses dois, o Rio Itajaí-Açu.

De acordo com a Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina, devido à urgência da obra, o prazo de execução será de 180 dias a partir da emissão da ordem de serviço. Este período está dentro dos 365 dias seguintes à declaração de calamidade pública pelo município de Rio do Sul, em 17 de novembro de 2023 (Decreto n° 12431).

Como será feita esta dragagem?

O coronel Fabiano de Souza, da Secretaria do Estado da Proteção e Defesa Civil, explica que a com a dragagem (processo mecanizado feito por retroescavadeira em uma balsa), serão retirados não apenas sedimentos, mas também todos os objetos que estão depositados no leito do rio, como árvores, madeira e lixo. “Tudo isso atrapalha em períodos de inundação, que ocasiona o aumento da cota do rio, dificultando a vazão, retendo a água e dificultando todo o trabalho de escoamento dessa água”. 

Obras do Programa Proteção Levada a Sério

Este projeto de dragagem faz parte do Programa Proteção Levada a Sério. Além de dragagem de rios, estão previstas obras para proteção de margens e construção de diques e até sete novas barragens de pequeno e médio portes

Por que a região é propensa a enchentes?

Segundo a Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina, a região é banhada por dois rios, o Rio Itajaí do Sul e o Rio Itajaí do Oeste. Juntos, formam o Rio Itajaí-Açu. “De tempos em tempos, as fortes chuvas causam inúmeros prejuízos humanos e materiais, como perda de vidas, inundações de casas e estabelecimentos comerciais, alagamentos, danos a agricultura e pecuária, dentre outros”, informa o Órgão.

Além disso, trata-se de uma área propensa à movimentação do solo devido às elevadas inclinações e à geologia local. O Mapeamento de Áreas de Risco Geológico da SDC, realizado em parceria com o Serviço Geológico do Brasil (SGB), aponta que o município possui 19 áreas de risco identificadas, das quais cinco são classificadas como de risco muito alto e 14 como de risco alto para rastejo, deslizamento, corrida de massa, erosão e queda.

Fontes
Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina.
Coronel Fabiano de Souza integra a Secretaria do Estado da Proteção e Defesa Civil.

Contato
digital@secom.sc.gov.br

Jornalista responsável
Marina Pastore
DRT 48378/SP

A opinião dos entrevistados não reflete necessariamente a opinião da Cia. de Cimento Itambé. 



Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo