Marketing digital já define 60% das vendas de imóveis

Tecnologia altera hábito do comprador, que passa a consolidar a escolha da casa, do apartamento ou do escritório antes mesmo de contatar o corretor

Tecnologia altera hábito do comprador, que passa a consolidar a escolha da casa, do apartamento ou do escritório antes mesmo de contatar o corretor

Por: Altair Santos

Marketing digital e mercado imobiliário se tornaram indissociáveis. Não há mais como vender imóveis sem o uso da internet. Segundo o especialista em mídias digitais, Marlon Cézar Marchini, atualmente 60% dos compradores de casas, apartamentos e escritórios definem a aquisição antes do primeiro contato com o corretor, ou seja, através de visitas aos sites dos empreendimentos. Por isso, marketing digital tornou-se vital para as empresas – não só para imobiliárias, mas construtoras e incorporadas. “Um só dado motiva essa transformação no mercado: 40 milhões de brasileiros já utilizam a internet por 17 horas”, ressalta Marlon Cézar Marchini.

Marlon Cezar Marchini: 93% buscam portais de internet para comprar imóveis
Marlon Cezar Marchini: 93% buscam portais de internet para comprar imóveis

Como utilizar com eficácia a internet foi o tema central do seminário “Inovação para o Mercado Imobiliário”. O evento, promovido pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), com o apoio do Sebrae-PR, teve o objetivo de contribuir com a qualificação técnica e profissional dos proprietários, gestores e executivos das construtoras, incorporadoras e imobiliárias. “As ferramentas de mídia social e comércio eletrônico consolidam-se como parte integrante do planejamento de comunicação e marketing no ambiente empresarial”, ressalta o diretor de relações Institucionais da Ademi-PR, Marcelo Gonçalves.

Marlon Cézar Marchini mostrou o tamanho da cadeia produtiva da construção civil no Paraná, que envolve 108 mil empresas, indo desde fabricantes de artefatos de cimento até serviços de pintura de edificações. Todos esses segmentos, de acordo com o especialista, já utilizam a internet para movimentar seus negócios. “Nem que seja uma página na web com endereço e número do telefone para contato”, diz. No entanto, as ferramentas mais sofisticadas são as que circundam o mercado imobiliário, e que englobam construtoras, incorporadoras, imobiliárias e também as empresas ligadas a vendas de materiais de construção. Esse grupo abdicou radicalmente do marketing tradicional, que se concentra em materiais impressos, para adotar quase que integralmente o marketing digital.

Era digital
O motivo é que, com base em dados da economia paranaense, Marlon Cézar Marchini revelou em sua palestra que 83% dos interessados em imóveis já fazem busca via smartphones (números do Google). Além disso, os vídeos imobiliários apresentam aumento de 113% desde 2013 (números do Youtube). Outra estatística que mostra a nova tendência está no fato de que 93% dos que buscam comprar ou mudar de imóvel recorrem a portais especializados em venda de imóveis (dados do Google). “Vivemos na era digital e isso está mudando o mundo, quem dirá o mercado imobiliário”, afirma o especialista.

Sobre os dados apresentados no seminário, e que reuniu pouco mais de 100 empresários do setor do mercado imobiliário, a consultora do Sebrae-PR, Adriana Kalinowski, avalia que o potencial do mercado digital contribui para entender o comportamento do consumidor e a definir estratégias que ajudem a se aproximar do cliente. “Um contato mais personalizado, por meio desses canais, pode ser decisivo na concretização de um negócio”, finaliza.

Entrevistado
Marlon Cezar Marchini é especialista em artes visuais e em liderança transformacional. Atualmente é sócio-fundador da agência Evonline.
Contato: marlon@evonline.com.br

Crédito foto: Divulgação/Ademi-PR

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo