Em plena era digital, mercado imobiliário sai na frente

Conecta Imobi: evento atraiu profissionais de toda a cadeia do mercado imobiliário.

Em plena era digital, mercado imobiliário sai na frente

Em plena era digital, mercado imobiliário sai na frente 1000 750 Cimento Itambé

Conecta Imobi mostra que setor antecipa tendências e explora ao máximo a tecnologia para ancorar seus negócios através da internet

Por: Altair Santos

Se há um setor que a era digital não irá pegar desprevenido, este é o do mercado imobiliário. O segmento atualiza-se como poucos, investindo principalmente em ferramentas de venda pela internet. A meta é acompanhar o ritmo de penetração das mídias digitais na vida do brasileiro. Segundo o Instituto Datapopular, especializado em medir tendências da nova classe C, a internet passa por um rápido processo de massificação no país. “A internet popularizou-se, e vai se popularizar ainda mais. O índice de penetração nas classes A e B já é de 70%. Na classe C, é de 47% e nas classes D e E atinge 31%. A projeção é que daqui a oito anos a internet na classe C terá penetração igual às das classes A e B, além de crescer significativamente nas classes D e E. Estima-se que na próxima década mais 34 milhões de brasileiros estarão conectados”, diz João Paulo Cunha, gerente de pesquisa do Instituto Datapopular.

Conecta Imobi: evento atraiu profissionais de toda a cadeia do mercado imobiliário.

Conecta Imobi: evento atraiu profissionais de toda a cadeia do mercado imobiliário.

A palestra do especialista e de outros profissionais do mercado imobiliário aconteceu no Conecta Imobi. Realizado de 12 a 13 de maio de 2015, em São Paulo, o evento foi inspirado nos principais congressos mundiais de tecnologia, inovação e vendas de imóveis. Entre os participantes, esteve Marcelo Dadian, diretor nacional de marketing da Rossi. A construtora e incorporadora, com obras em todas as regiões do país, tem ganhado sucessivos prêmios por disseminar inovações de venda no mercado imobiliário. O mais recente é o robot view. Trata-se de robô instalado em unidade decorada, e que o comprador pode conduzi-lo pelos cômodos, sem sair da sua casa. “Foi uma solução encontrada para atender quem vive nos grandes centros e não tem tempo a perder no trânsito. Através de agendamento, o cliente visita o apartamento sem deixar sua residência. Através de seu computador pessoal, ele opera remotamente o robô na unidade decorada do empreendimento que ele gostaria de visitar”, explica Dadian.

Mobile é o futuro

Marcelo Dadian, da Rossi: roboto view, drone view e hangouts para alavancar vendas.

Marcelo Dadian, da Rossi: roboto view, drone view e hangouts para alavancar vendas.

A Rossi tem investido também em parcerias com o Google. Recentemente, a empresa fez uso da ferramenta chamada Hangout para promover videoconferências entre seus corretores em todo o Brasil, e também desenvolver ações de marketing com clientes, através de transmissões ao vivo diretamente dos prédios em lançamento. “Queremos ir além do estande de vendas. O objetivo é tornar o processo de compra do apartamento mais rápido, desde a visitação até a finalização do negócio. Para isso, investimos em pessoas, tecnologia e processos de gestão para aprimorar a venda. Entendemos também que marketing, vendas e TI (Tecnologia da Informação) precisam andar juntos cada vez mais, pois os desafios tecnológicos impõem essa união. Enfim, as mídias de construtoras e incorporadoras mudaram muito. Saíram do anúncio em jornal para as mídias digitais”, avalia o diretor da Rossi.

As mídias digitais também estão migrando de vetores. Antes, eram pensadas para os desktops; depois, para os notebooks; agora, os protagonistas são os smartphones. Hoje, segundo dados apresentados na Conecta Imobi, de cada quatro pessoas que fazem busca na internet para encontrar imóvel, uma já o faz pelo smartphone.

João Paulo Cunha, do Datapopular: em oito anos, penetração da internet na classe C será igual às das classes A e B.

João Paulo Cunha, do Datapopular: em oito anos, penetração da internet na classe C será igual às das classes A e B.

“A internet é atualmente o meio de maior influência na decisão do consumidor em comprar imóvel. Por isso, construtoras e imobiliárias não podem abdicar de versões mobiles para seus sites. Algumas vão além, como a MRV. O marketing deles distribuiu, recentemente, cardboards para interessados em seus apartamentos. A ferramenta permite baixar um aplicativo e ver, através do smartphone, um filme do apartamento decorado em realidade virtual”, explica Igor Lima, head de mercado imobiliário do Google. Para ele, isso é só o começo. “Robôs, aplicativos, drones e outras ferramentas buscam um só objetivo: encontrar o consumidor, descobrir seus gostos e desejos e convencê-los a comprar”, finaliza.

Assista as palestras da Conecta Imobi (necessita de cadastramento e estarão disponíveis por 30 dias, a partir de 18/5/2015)

http://www.vivareal.com.br/conectaimobi/

Entrevistados

Igor Lima, do Google: internet é a que mais influencia na compra do imóvel.

Igor Lima, do Google: internet é a que mais influencia na compra do imóvel.

– João Paulo Cunha, gerente de pesquisa do Instituto Datapopular
– Marcelo Dadian, diretor nacional de marketing da Construtora e Incorporadora Rossi
– Igor Lima, head de mercado imobiliário do Google

Contato
contato@conectaimobi.com.br

Créditos fotos: Divulgação

Leia também: Aplicativo cria placa virtual para imóveis

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil