Universidade conquista prêmio “Obra do Ano” da ABCIC

Prédios com quatro, cinco, seis, sete e treze pavimentos consumiram 16.800 m³ de concreto pré-fabricado em todas as suas estruturas

Prédios com quatro, cinco, seis, sete e treze pavimentos consumiram 16.800 m³ de concreto pré-fabricado em todas as suas estruturas

Por: Altair Santos

Em 2015, o prêmio Obra do Ano em Pré-Fabricados de Concreto foi concedido para a Universidade Federal do ABC (UFABC) localizada na cidade de Santo André-SP. A escolha partiu da ABCIC (Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto), que pelo quinto ano seguido realizou a premiação. O que definiu o vencedor foi o volume de concreto e a variedade de elementos empregados no empreendimento. As estruturas consumiram 16.800 m³ de concreto pré-fabricado, distribuídos em vigas e lajes armadas e protendidas, compondo fachadas, peitoris, rampas, lajes, escadas pré-fabricas, pilares moldados “in-loco” e painéis de fechamento pré-fabricados, já com acabamento.

Fachada da Universidade Federal do ABC, em Santo André-SP: volume de concreto e variedade de elementos empregados na obra garantiram premiação
Fachada da Universidade Federal do ABC, em Santo André-SP: volume de concreto e variedade de elementos empregados na obra garantiram premiação

O escritório Aluizio A. M. d’Avila & Associados, responsável pelo projeto estrutural, inscreveu para participar da premiação os projetos dos blocos A e B da UFABC. O primeiro possui área de 54 mil m², e é constituído de quatro pavimentos comuns, que interligam três torres com cinco, seis e sete pavimentos, respectivamente. Já o bloco B é formado por uma torre única, com área de 13.400 m², dividida em treze pavimentos. A obra foi executada pela construtora Augusto Velloso, com projeto arquitetônico de Cláudio Libeskind. A CPI Engenharia foi responsável pelo fornecimento das estruturas pré-fabricadas da obra. Já os painéis de fechamento foram fornecidos pela Stamp.

Brasil lidera setor na América do Sul

Segundo Íria Doniak, presidente-executiva da ABCIC, o prêmio recebeu inscrições dos tipos de construções que atualmente mais consomem elementos pré-fabricados no país: centros de logística, shopping centers, infraestrutura rodoviária, deck parking, habitacional e indústria, além de áreas em que o setor de pré-fabricado de concreto está começando a atuar, como infraestrutura energética e mineração. “Isso ressalta que esse tipo da solução de engenharia vem avançando em outros nichos de mercado, diversificando ainda mais sua atuação”, afirma Íria, destacando que, apesar da crise, o Brasil ainda segue como o líder da América da Sul no emprego da construção industrializada, seguido do Chile.

Área interna da UFABC: obra foi 100% construída com pré-fabricados de concreto
Área interna da UFABC: obra foi 100% construída com pré-fabricados de concreto

No prêmio Obra do Ano da ABCIC, a comissão julgadora optou por destacar dois outros empreendimentos, concedendo o prêmio Destaque do Júri: a torre eólica da WEG Energia, em Tubarão-SC, na categoria sustentabilidade, e os espessadores de rejeitos, em Itabira-MG, na categoria Inovação. A comissão julgadora ainda conferiu menção honrosa a outros dois empreendimentos que se destacaram no uso de estruturas pré-fabricadas de concreto: a Fábrica de Escolas do Amanhã, no Rio de Janeiro-RJ, e a nova unidade do Super Muffato, construída em São José do Rio Preto-SP. “A premiação mostra a versatilidade das estruturas pré-fabricadas de concreto, servindo a vários tipos de obras”, ressalta Íria Doniak.

Entrevistada
Engenheira civil Segundo Íria Doniak, presidente-executiva da Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC)
Contato: abcic@abcic.org.br

Premiação da ABCIC reuniu principais atores da construção industrializada no Brasil
Premiação da ABCIC reuniu principais atores da construção industrializada no Brasil

Créditos fotos: Divulgação/UFABC/ABCIC

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo