Para aprimorar vendas, comércio investe em P&D

Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento criado pelo setor pretende atingir nível de qualificação que já está consolidado na área tecnológica.

Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento criado pelo setor pretende atingir nível de qualificação que já está consolidado na área tecnológica

Por: Altair Santos

Na área tecnológica da construção civil, a pesquisa e desenvolvimento (P&D) já desfruta de um ambiente bem aquecido. Levantamento da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) revela que fabricantes de materiais e sistemas construtivos, incorporadoras e construtoras, além de universidades, têm dedicado esforços para buscar novos conceitos, produtos e ações perante o mercado. No entanto, não percebe-se o mesmo ritmo no setor de venda direta ao consumidor. Preocupada com esse descompasso no varejo é que a Fecomércio-PR (Federação do Comércio do Paraná) inaugurou recentemente seu Instituto de P&D.

Ari Faria Bittencourt: "A principal meta do IFPD é promover a integração entre empresas e instituições de ensino”.

Segundo Ari Faria Bittencourt, que preside o IFPD (Instituto Fecomércio de Pesquisa e Desenvolvimento) o novo organismo foi criado com o objetivo de proporcionar aos empresários, gestores e colaboradores do ramo de comércio de bens, serviços e turismo, condições de crescimento, desenvolvimento e fortalecimento empresarial e profissional. “Queremos desenvolver ações de natureza educacional, tanto na área de pesquisa quanto na coordenação de programas de estágios. Diria que a principal meta do IFPD é promover a integração entre empresas e instituições de ensino”, destaca Bittencourt.

Ainda de acordo com o presidente do IFPD, a função do instituto será coordenar e administrar os programas de estágio, a fim de formar mão de obra qualificada, que agregue valores importantes aos negócios e serviços das empresas. “Por meio de convênios firmados com diversas instituições de ensino, o instituto pretende realizar a ponte entre o estudante e o mercado de trabalho, estimulando a troca de conhecimentos e de informações entre os segmentos”, completa Ari Faria Bittencourt.

Para auxiliar a Fecomércio, o Sistema S, através do Sesc e Senac, terá um caráter complementar em algumas atividades desenvolvidas pelo IFPD. “Junto com o instituto, eles promoverão a articulação e o fomento para atrair conhecimento e repassá-los aos vários setores do comércio, incluindo o que envolve a cadeia produtiva da construção civil“, diz o presidente do organismo.

O Instituto Fecomércio de Pesquisa e Desenvolvimento opera desde fevereiro de 2012. Pelo seu estatuto, ele está apto a celebrar contratos e convênios de cooperação técnica com empresas e entidades públicas e privadas, inclusive internacionais.  “Também está em pauta, para execução em breve, a promoção de concursos, seminários, palestras e atividades que possibilitem auxiliar os comerciários de modo geral”, diz o presidente do IFPD.

A expectativa é que o instituto comece a trazer resultados efetivos em P&D a partir de 2013. Os primeiros, e importantes, passos foram dados, mas o percurso ainda é longo para alcançar o nível que a pesquisa e desenvolvimento na área tecnológica já atingiu. Nesta área, dentro da construção civil, o universo envolvido já está consolidado. Ele é composto, atualmente, segundo pesquisa da CBIC, por 208 cursos de graduação em engenharia civil, 41 cursos de pós-graduação em engenharia civil (23 de mestrado, 15 de mestrado e doutorado e 3 de caráter profissionalizante), 215 cursos de graduação em arquitetura e urbanismo e 16 cursos de pós-graduação em arquitetura (8 de mestrado e 8 de mestrado e doutorado).

Entrevistado
Ari Faria Bittencourt, presidente do IFPD (Instituto Fecomércio de Pesquisa e Desenvolvimento)
Currículo
– Ari Faria Bittencourt é empresário e, além do IFPD, preside o Sindilojas (Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Maquinismos, Ferragens, Tintas, Material Elétrico e Aparelhos Eletrodomésticos de Curitiba e Região Metropolitana)
Contato:  http://www.ifpdpr.com.br/  / ifpd@fecomerciopr.com.br

Créditos foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo