Alto preço do asfalto faz pavimento intertravado crescer | Cimento Itambé

Alto preço do asfalto faz pavimento intertravado crescer

Prefeituras priorizam o uso de blocos pré-fabricados de concreto para urbanizar ruas, avenidas, praças e ciclovias

Alto preço do asfalto faz pavimento intertravado crescer

Alto preço do asfalto faz pavimento intertravado crescer 520 310 Cimento Itambé
Pavimento intertravado

Em Sorocaba-SP, parceria entre a prefeitura, a ABCP e a BlocoBrasil permite que os próprios moradores pavimentem as ruas com blocos intertravados de concreto. Crédito: Fernando Abreu/Agência Sorocaba de Notícias

Em média, o preço do asfalto no Brasil teve alta superior a 60% no acumulado de 2018. Houve estados em que a tonelada variou 72% em 12 meses, como é o caso do Ceará. Isso inviabiliza o uso do material para a pavimentação urbana e estimula o pavimento intertravado de concreto em ruas, avenidas, praças, ciclovias e estacionamentos. Outro fator que favorece a utilização de elementos pré-fabricados é a questão ambiental. Além da menor emissão de CO2, em comparação com o asfalto, a permeabilidade do material possibilita maior rapidez no escoamento da água da chuva para o solo.

Mais um ponto favorável está relacionado à reflexão da luz do pavimento intertravado, o que permite que as prefeituras economizem recursos com a iluminação pública. Também há vantagem quando o espaço público precisa passar por manutenção ou por alguma intervenção que exija a instalação de tubulações de água, gás ou energia elétrica. Os blocos podem ser removidos e reinstalados sem a necessidade de quebra do piso, o que evita a geração de resíduos sólidos e economiza insumos para sua recomposição. Além disso, o piso intertravado é o único que permite liberar imediatamente o tráfego de veículos e pedestres, depois de instalado ou reinstalado.

A evolução tecnológica na fabricação de blocos para a pavimentação intertravada de concreto é outro estímulo ao uso do material. “Atualmente, esse tipo de pavimento oferece peças de resistências adequadas ao tráfego leve de veículos e pessoas (35 MPa) e também peças de maior resistência (50 MPa), que permitem suportar cargas de algumas toneladas, como as exigidas pelo empilhamento de contêineres carregados em terminais marítimos e logísticos”, destaca  o arquiteto Carlos Alberto Tauil, consultor-técnico da BlocoBrasil. O especialista lembra que, nos Estados Unidos e na Europa, portos e aeroportos já priorizam o pavimento intertravado, e que isso já começa a ser predominante também no Brasil.

ABCP e BlocoBrasil atuam em mutirões para pavimentar vias em bairros com pouca infraestrutura

Estimular a substituição do asfalto tradicional pelo “asfalto ecológico” tem sido a missão da BlocoBrasil e da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland). Os organismos buscam parcerias com o poder público para pavimentar ruas em bairros com pouca infraestrutura. Um exemplo é o que acontece em Sorocaba-SP, onde a ABCP ministrou cursos gratuitos e prestou assistência técnica para que os próprios moradores trabalhassem na pavimentação de vias secundárias. “O projeto criado pela prefeitura de Sorocaba tem o espírito de, em conjunto com a população, executar a pavimentação. Para nós, da ABCP, o maior desafio foi preparar pessoas que nunca tiveram acesso ao sistema construtivo para que executassem as obras. Conseguimos transformar essas pessoas em ótimos executores e também realizar obras de muita qualidade”, avalia Ricardo Moschetti, gerente da regional São Paulo da ABCP.

Veja as vantagens do pavimento intertravado de concreto. Clique aqui.
Fonte: BlocoBrasil

Entrevistado
BlocoBrasil e da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland)
(via assessoria de imprensa)

Contato: blocobrasil@blocobrasil.com.br

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil