Sua estrutura de concreto passa por controle de qualidade? | Cimento Itambé

Sua estrutura de concreto passa por controle de qualidade?

Guia orienta como proceder para realizar uma correta Avaliação Técnica do Projeto, com base na ABNT NBR 6118

Sua estrutura de concreto passa por controle de qualidade?

Sua estrutura de concreto passa por controle de qualidade? 1024 403 Cimento Itambé
ATP

É fundamental para o sucesso da ATP que seja contratado um profissional habilitado para a avaliação técnica do projeto. Crédito: Divulgação

Os requisitos de qualidade e conformidade previstos na ABNT NBR 6118:2014 – Projeto de estruturas de concreto – Procedimento – recomendam que estruturas de concreto passem por averiguações de conformidade antes, durante e após a execução. Trata-se de um processo de controle de qualidade conhecido como ATP (Avaliação Técnica do Projeto) o qual tem três etapas fundamentais: análise de estabilidade e rigidez do sistema estrutural, verificação de dimensionamento de pilares, vigas, lajes e travamentos, e emissão de relatório técnico de validação de projeto.

Em sua seção 5, a ABNT NBR 6118:2014 recomenda que a ATP não seja um procedimento apenas para “grandes obras”, mas para qualquer estrutura de concreto armado ou protendido. Também pode ser realizada em paralelo ao projeto ou após a conclusão do projeto ou da estrutura. Resume o engenheiro civil Leonardo Braga Passos, vice-presidente de marketing da ABECE. “A ATP – Avaliação Técnica de Projetos – é, antes de tudo, uma solução natural e uma ação para valorizar, auxiliar e amparar o projetista estrutural, melhorar a qualidade técnica do projeto e tornar a atividade do projetista mais segura, equilibrada e com riscos minimizados”, diz.

A ATP deve ser realizada por pessoal técnico especializado, e não vinculado ao projetista. Veja o que diz a norma técnica em seu item 5.3.1. “A avaliação da conformidade do projeto deve ser realizada por profissional habilitado, independente e diferente do projetista, requerida e contratada pelo contratante, e registrada em documento específico, que acompanhará a documentação do projeto”, afirma. Na mesma norma, em sua versão revisada, a ABNT NBR 6118:2014 extraiu o termo “dependendo do porte da obra”, ou seja, atualmente, desde um estádio de futebol até uma portaria de veículos, desde que construídos com estruturas em concreto, todos devem se submeter a uma ATP.

Realização da ATP requer profissional experiente e medidas éticas

No 8º Ciclo de Atividades da Comunidade da Construção de Belo Horizonte-MG, realizado no dia 11 de dezembro de 2018, o engenheiro civil Leonardo Braga Passos apresentou um guia prático de procedimentos sobre como realizar uma ATP e suas implicações éticas. Ele ressalta: “É fundamental para o sucesso da ATP que seja contratado um profissional habilitado para a avaliação técnica do projeto e que este profissional não seja o próprio engenheiro estrutural que irá realizar o projeto. Um dos motivos de o avaliador (verificador, analista) ser independente é o fato de ser um profissional que irá verificar o projeto com ‘outros olhos’.”

O guia de procedimentos destaca ainda a importância da experiência profissional de quem vai realizar a ATP e também a importância de medidas éticas para a realização do trabalho. “Independentemente da obrigatoriedade ou não da norma, da norma ser lei ou não, devemos tomar como parâmetro que o papel fundamental da ATP é o de se evitar erros que poderão gerar acidentes e, para isso, é coerente que os profissionais sejam independentes e éticos”, complementa.

Entrevistado
Reportagem com base no relatório 2018 de atividades da Comunidade da Construção de Belo Horizonte, elaborado pelo Leonardo Braga Passos, vice-presidente de marketing da Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE).

Contato
abece@abece.com.br

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil