Para o varejo da construção civil, inovação está nos detalhes

Gestão de ideias tem que ser condizente com a realidade da empresa e com as tendências do mercado consumidor

Para o varejo da construção civil, inovação está nos detalhes

Para o varejo da construção civil, inovação está nos detalhes 1018 681 Cimento Itambé
Ananda Maia Betonio, do SEBRAE-SP: é necessário entender o cliente para agradar ao cliente. Crédito: Concrete Show 2019

Ananda Maia Betonio, do SEBRAE-SP: é necessário entender o cliente para agradar ao cliente.
Crédito: Concrete Show 2019

 

Entender o cliente e buscar agradá-lo é considerada uma ação inovadora dentro do varejo. O conceito engloba o setor que envolve a venda de materiais de construção. É o que afirma Ananda Maia Betonio, analista de negócios do SEBRAE-SP, e que recentemente palestrou na Concrete Show 2019. Segundo a especialista, o bom atendimento é insubstituível, não apenas para o varejista de material de construção, mas também para quem trabalha com obras.   

A analista do SEBRAE-SP cita cases de construtoras que inovaram ao fazer o acompanhamento do pós-obra e da entrega das chaves, ao longo de 5 anos. Mesmo para unidades que não apresentaram nenhum problema, as empresas procuraram alertar sobre as manutenções periódicas, como pintura, e também orientaram sobre o uso correto de materiais de limpeza em porcelanatos e cerâmicas. “Ligar e orientar sobre a manutenção, e como fazê-la, é inovação”, diz.

Para o varejo, Ananda Maia Betonio faz o alerta de que, atualmente, é importante que o setor crie pontes entre o consumidor e os prestadores de serviço. Um exemplo: se o cliente compra tinta na loja de material de construção e não conhece nenhum pintor, a loja pode disponibilizar uma lista de prestadores cadastrados por ela. “Isso é usar persuasão e rede de contatos”, revela.

A palestrante também tocou em um ponto que é importante para os lojistas de bairro, em especial os que atuam na área de materiais de construção. “Esse tipo de comércio tem que sempre estar atento ao público-alvo, ao segmento do mercado que ele atende e qual o cliente que quer atingir”, relata. “É necessário entender o cliente para agradar ao cliente”, completa.

Empreendedor precisa ter foco em treinamento e capacitação

Sobre como alcançar os objetivos, Ananda Maia Betonio afirma que é preciso ter foco em treinamento e capacitação. “A busca por inovações que envolvam comportamento e pessoas requer processos de treinamento e capacitação, pois o feedback pode desencadear outras inovações”, comenta. A analista do SEBRAE-SP também destaca que isso deve funcionar como um hábito para o empreendedor. “É importante separar momentos do dia para trabalhar esse aprendizado, e não apenas se dedicar às tarefas diárias da empresa”, reforça.

Ela frisa, porém, que a gestão de ideias e a busca pela inovação têm que ser condizentes com a realidade da empresa e com as tendências de quem frequenta a loja de material de construção ou busca um produto de determinada construtora. “Olhar para todo o processo que está no entorno e acrescentar um detalhe é inovação”, realça a palestrante, ao destacar que antes as ideias vinham de dentro para fora e eram impostas ao mercado.  “Hoje, as ideias vêm do entendimento das necessidades do mercado, e é isso que gera a inovação”, conclui. 

Entrevistado

Reportagem com base na palestra “Inove para ganhar mais na Construção Civil”, da analista de negócios do SEBRAE-SP, Ananda Maia Betonio

Contato: concrete@concreteshow.ubm-info.com

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil