Nove anos sem acidentes

Nove anos sem acidentes

Nove anos sem acidentes 150 150 Cimento Itambé

Comprometimento dos colaboradores e investimento em equipamentos especiais são os grandes fatores responsáveis pela conquista

Quando o assunto é trabalhar com segurança, o Departamento de Manutenção Elétrica da Itambé é um exemplo a ser seguido. No dia 18 de agosto chegou à surpreendente marca de nove anos sem acidente. Para o funcionário da Elétrica Emerson do Nascimento Rosário, este número é resultado, principalmente, do comprometimento de todos os colaboradores da área. “A responsabilidade e seriedade com que utilizamos os equipamentos e realizamos nosso trabalho fizeram com que chegássemos a esse número”, atribui. Essa opinião é compartilhada por Carlos Roberto de Brito: “Fazemos reuniões diárias para avaliar os riscos e as medidas preventivas de cada procedimento”.

Outro fator fundamental para a obtenção desta marca foram os investimentos realizados pela empresa. O mais recente diz respeito à implantação da NR 10 – uma norma que define critérios, padrões de segurança para procedimentos e equipamentos, atribuições de profissionais e classificação dos níveis de capacitação das pessoas que trabalham com eletricidade.

Dionísio da Veiga Neto, Gerente de Elétrica, conta que para a implantação da NR 10 a Itambé desenvolveu um programa amplo, orientando o que precisava ser feito para assegurar a segurança dos funcionários da área. “A legislação é ampla e o volume de trabalho grande, então não havia como fazer tudo de uma única vez”, salienta Dionísio. “Existem painéis elétricos que foram concebidos nas décadas de 70 e 80 e a adequação física das instalações levam um certo tempo. Então, pelo fato da mudança ser bastante significativa, eles estão sendo executadas ponto a ponto. Com isso e acrescidos da sinergia, qualificação e disciplina da equipe, estamos minimizando as possibilidades de acidentes”, completa.

Ele explica que as adequações físicas começaram em 2006 e foram priorizadas de acordo com o risco. Nesse processo, um dos itens mais importantes e que necessitou de maior investimento foi a aquisição de uniformes especiais, com tecidos antichamas e EPIs especiais conforme determina a NR 10. “Foram adquiridas, inclusive, luvas especiais e capas de proteção para manobras de alta tensão. São produtos importados que atendem a normas internacionais”, revela Dionísio.

Com a postura de quem sempre coloca a segurança em primeiro lugar, José Bueno Junior destaca que os funcionários que trabalham com eletricidade devem sempre ver os riscos onde uma pessoa que não está habilitada para o serviço não vê. “O risco pode estar onde menos se espera, então devemos ter atenção redobrada. Sempre”, conclui.


Créditos: Rosemeri Ribeiro – Assessora de Comunicação

Jornalista Responsável: Rosemeri Ribeiro Mtb. 2696

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil