Novas tecnologias para o concreto: dizer sim ou dizer não?

Práticas diárias é que definem se uma inovação é interessante para ser usada em uma obra ou não, diz pesquisador

Jon Belkowitz
Jon Belkowitz: papel dos pesquisadores é permitir que o mundo continue usando concreto. Crédito: Intelligent Concrete

Implantar novas tecnologias na indústria de concreto não é como lançar um smartphone para o público, diz Jon Belkowitz, diretor de P&D do Instituto Concreto Inteligente, localizado no estado do Colorado, nos Estados Unidos. “À medida que o concreto endurece as tecnologias cessam”, complementa o engenheiro civil e pesquisador do material. Belkowitz, que palestrou no WOC (World of Concrete) 2019, afirma ser favorável que a tecnologia atenda as necessidades de quem vai usar o concreto. “As práticas diárias é que definem se uma tecnologia é interessante para aquele concreto ou não”, completa.

Para o pesquisador, existem problemas do mundo real que não precisam de grandes tecnologias para se obter uma solução. No entanto, ele reconhece que a adoção de uma nova tecnologia deixa um legado importante para a construção civil. Porém, alerta: a decisão de adotar algo inovador na obra precisa ser em conjunto. “Empreiteiros costumam só adotar uma tecnologia depois de cinco anos. Antes disso, a pergunta que eles mais fazem quando lhes mostram uma inovação é: quem vai pagar por isso se algo der errado? Assim, a tomada de decisão deve envolver o engenheiro responsável pela obra, a concreteira, o empreiteiro, o incorporador e o projetista”, diz.

Jon Belkowitz ressalta que cada um dos atores envolvidos com a obra tem responsabilidades profissionais. “Independentemente do concreto ser inovador ou não, todos devem se certificar de que o material é fabricado e entregue com qualidade e controle, e que a colocação atenderá aos requisitos de vida útil e de resistência e durabilidade”, resume. Essa dinâmica, continua o diretor do Instituto Concreto Inteligente, oferecerá à nova tecnologia do concreto uma chance justa de mostrar a sua eficácia. “Dizer não economiza tempo e dinheiro, mas também reduz a curva de aprendizado que a indústria do concreto consegue ter quando uma nova tecnologia é agregada ao material”, complementa.

Tecnologias inovadoras do concreto trazem soluções para o amanhã

O pesquisador lembrou que uma tecnologia, quando bem sucedida, aumenta a resistência, a durabilidade e a vida útil do concreto. “Ao empregar novas tecnologias, agimos nas moléculas do concreto e endurecemos sua espinha dorsal contra manifestações patológicas. Nenhuma inovação agregada ao concreto, e comprovadamente eficaz, deixou de melhorar o material. As tecnologias sempre deixam seu legado positivo”, reconhece Jon Belkowitz, para quem as universidades e os centros de pesquisa têm papel relevante neste trabalho. “Nosso papel, como inovadores do concreto, é permitir que o mundo continue usando concreto. Isso é feito por meio da educação, da pesquisa e da adoção de tecnologias inovadoras que trarão soluções para o amanhã”, finaliza.

Entrevistado
Reportagem com base em palestra de Jon Belkowitz, diretor de P&D do Instituto Concreto Inteligente, na edição 2019 do World of Concrete (WOC)

Contato: jon.belkoiwitz@intelligent-concrete.com

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo