Nova York abriga os mais caros apartamentos do mundo

Imóveis com preço entre 1,7 milhão a 70 milhões de dólares fazem parte da lista e levam a assinatura de alguns dos mais renomados arquitetos

Imóveis com preço entre 1,7 milhão a 70 milhões de dólares fazem parte da lista e levam a assinatura de alguns dos mais renomados arquitetos

Por: Altair Santos

Apartamentos custando entre 1,7 milhão a 70 milhões de dólares fazem parte da lista dos 20 imóveis mais caros do mundo, e que têm um endereço em comum: a ilha de Manhattan, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Além da localização, os prédios que abrigam esses apartamentos acrescentaram uma palavra-chave aos seus respectivos projetos: luxo. Boa parte das plantas tem terraços externos, piscinas privadas, um clube à disposição no condomínio e comodidades que abrangem de lavanderia a serviço de concierge.

Os empreendimentos levam a assinatura de alguns dos mais renomados arquitetos do mundo e possuem plantas exclusivas. Como o One West End, projetado pelo arquiteto Pelli Clarke. O prédio combina fachada de vidro e mármore indiana. São duas torres com 154 metros de altura e 246 unidades – cada uma com 114 m2. As mais baratas custam 1,7 milhão de dólares e as mais caras US$ 8 milhões. São preços “modestos”, comparados com as unidades do Carlton House, que variam entre US$ 8 milhões e US$ 22 milhões.

O prédio, projetado pelo escritório Beyer Blinder Belle, tem uma arquitetura retrô e mereceu um artigo no jornal New York Times, com o título “Inovação em embalagem de edifício antigo”. O que chamou a atenção do NYT foi o acabamento interno, com materiais importados da Alemanha. “Por dentro, as unidades são um mundo novo, com tudo o que há de mais moderno na construção civil atual. Por fora, a arquitetura da fachada remete ao mundo velho e a uma Nova York que não existe mais”, diz o artigo.

Oásis em NY
O Carlton House tem uma concepção bem diferente do 70 Charlton, localizado no West Soho. O projeto do prédio tem a pretensão de ser um oásis em New York. A concepção arquitetônica também é do escritório Beyer Blinder Belle, mas busca conceitos bem diferentes do Carlton House. O 70 Charlton é um prédio tecnológico e que utiliza ao máximo as práticas de sustentabilidade. Com unidades com um, dois, três e quatro quartos, o edifício tem uma fachada que expõe sua estrutura mista de aço e concreto.

Entre os prédios com apartamentos mais caros de Nova York, nenhum supera o 50 United Nations Plaza. O edifício de 40 andares tem unidades que podem chegar a 70 milhões de dólares e um vizinho ilustre: a sede da Organização das Nações Unidas. O projeto é do renomado escritório Foster + Partners, que assina obras que vão de pontes a aeroportos. A fachada resume o estilo do empreendimento e une vidro com aço inoxidável. “O objetivo é fazer com que o 50 United Nations Plaza reluza imponentemente em Nova York”, afirmou o arquiteto Lord Foster, sem nenhuma modéstia, como são, aliás, os luxuosos prédios nova-iorquinos.

Na lista dos 20 apartamentos mais glamorosos de Nova York incluem-se o The Bryant (com unidades de US$ 2,5 milhões a US$ 6,5 milhões); o 443 Greenwich (com unidades de US$ 7,5 milhões a US$ 27,5 milhões); o One57 (com unidades de US$ 18 milhões a US$ 58 milhões); o 88 & 90 Lex Sales Gallery (com unidades de US$ 1,8 milhão a US$ 5,1 milhões); o 20 East And Avenue (com unidades de US$ 4,5 milhões a US$ 35 milhões); o One Riverside Park (com unidades de US$ 7 milhões a US$ 28 milhões); o The Astor (com unidades de US$ 1,7 milhão a US$ 7,5 milhões) e o 55 West 17th Street (com unidades de US$ 4,5 milhões). A contrapartida de tanto luxo é que os construtores impõem algumas exigências para a venda. A principal delas é que o comprador tenha fortuna equivalente a dez vezes o valor do imóvel de seus sonhos.

Entrevistados
Escritórios de arquitetura Beyer Blinder Belle, Pelli Clarke e Foster + Partners (via assessorias de imprensa)
Contatos
info@bbbarch.com
press@fosterandpartners.com
contact@pcparch.com

Créditos Fotos: Divulgação/Beyer Blinder Belle, Pelli Clarke, Foster + Partners

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo