Minha Casa, Minha Vida já contratou mais de 105 mil moradias

Caixa Econômica Federal ainda tem outras 2.075 novas propostas para avaliar, o que representa mais de 400 mil imóveis

Caixa Econômica Federal ainda tem outras 2.075 novas propostas para avaliar, o que representa mais de 400 mil imóveis

Recente balanço da Caixa Econômica Federal, sobre o desempenho do programa Minha Casa, Minha Vida, revela que já houve a contratação, para a construção, de 105.239 novas moradias, entre casas e apartamentos.

Até o final de outubro, a Caixa também havia recebido 2.075 novas propostas de empreendimentos, o que totaliza 415.419 moradias. O volume de contratações soma investimentos de R$ 6,63 bilhões.

Dia 30 de outubro terminou o prazo para que os municípios com menos de 50 mil habitantes apresentassem propostas de participação no programa do governo federal. Os técnicos do Ministério das Cidades estimam que os números de convênios cresçam ainda mais – os números devem ser atualizados até o final de novembro.

O programa Minha Casa, Minha Vida, anunciado em março deste ano, pretende reduzir o deficit habitacional brasileiro, estimado em torno de 7 milhões de moradias, e para isso vai investir R$ 34 bilhões R$ 25,5 bilhões dos cofres da União, R$ 7,5 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 1 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Do total de 1 milhão de moradias, 400 mil serão destinadas a trabalhadores com renda até três salários mínimos, 200 mil casas para quem ganha entre três e quatro salários, 100 mil casas de quatro a cinco salários, mais 100 mil para ganhos entre cinco e seis salários mínimos e as 200 mil moradias restantes para renda de seis a dez salários.

Os financiamentos serão para imóveis até R$ 130 mil nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Esse teto cai para R$ 100 mil nas outras capitais e nos municípios com mais de 500 mil habitantes, e se reduz para R$ 80 mil nos financiamentos habitacionais para os demais municípios.

Fonte: Agência Brasil

Vogg Branded Content – Jornalista responsável Altair Santos MTB 2330



Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo