Evento discute uso de inteligência artificial na construção civil

3º Seminário iCON Hub de Inovação mostrou iniciativas de Design Generativo
28 de junho de 2023

Evento discute uso de inteligência artificial na construção civil

Evento discute uso de inteligência artificial na construção civil 1024 683 Cimento Itambé
3º Seminário iCON 1: Case apresentado no evento combina projeto generativo, inteligência artificial e robótica para criar vigas de concreto. Crédito: SindusCon-SP

O tema inteligência artificial tem cada vez mais feito parte do universo da construção civil. Durante um dos maiores eventos mundiais do setor, o World of Concrete, várias empresas apresentaram soluções que utilizam esta tecnologia. Ao mesmo tempo, estudo global da consultoria IDC, em parceria da Autodesk, 58% das empresas do setor de construção ainda estão no estágio inicial da jornada para a inovação. Para entender as potenciais aplicações, oportunidades e riscos da inteligência artificial para a cadeia da construção civil, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) realizou o 3º Seminário iCON Hub de Inovação. O evento teve o tema “Inteligência Artificial e Sistemas Generativos na Cadeia da Construção”.

Dentre os tópicos discutidos estavam: aplicações de Inteligência Artificial Generativa para a Experiência do Cliente (estratégias de marketing, vendas, suporte ao cliente, entre outros); e a utilização de Sistemas Generativos em Arquitetura, Engenharia e Construção. “O propósito do evento foi ajudar todos na cadeia da construção para que possam explorar novas oportunidades trazidas pelas tecnologias e também a separar a “espuma”, ou seja, o que não passa de entusiasmo pela novidade”, aponta Guilherme Rosa, head do iCON.

Arquitetura, Engenharia e Construção aplicados à Inteligência Artificial

Durante o evento, Gabriela Vivan, Diretora da UNA Arquitetura, falou sobre Design Generativo. Segundo ela, este processo possibilita aos arquitetos a explorarem uma ampla variedade de opções de design e a encontrarem as soluções mais adequadas para seus projetos

Um dos cases apresentados pela arquiteta e urbanista foi o projeto Hone Structures, em parceria com Autodesk (Toronto) e também na atuação como membro do Comitê central do Joint Group (JG80) sobre a norma ISO/TC 261 – ASTM F42 (WG2). O objetivo do projeto é aplicar uma combinação de projeto generativo, inteligência artificial e robótica para criar vigas de concreto. O projeto começa com amostras de vigas-parede, a fim de investigar benefícios potenciais do processo, como a economia de materiais e outras vantagens.

Neste mesmo painel, Lucas Batista, Sócio do Generativo e Fundador da BIMLab, destacou que o Generativo tem como intuito aumentar a produtividade e auxiliar com dados para tomada de decisão assertiva. “O projetista escolhe a prioridade de aproveitamento e o Generativo considera prioridade na hora de paginar. Com isso, é verificado se a peça está disponível, diminuindo os custos de transporte e a canibalização”, justificou Batista

Uma das maiores vantagens, segundo Batista, é a redução de tempo de concepção do projeto, de documentação e de extração de quantitativos. Consequentemente, isso traz uma diminuição de horas de trabalho de vários profissionais – que poderão usar este tempo para se dedicar a atividades que envolvam mais análise e inteligência. “Se o Generativo consegue reaproveitar peças de forma mais eficiente, a gente consegue diminuir a necessidade de adaptação de peças e consequentemente reduzir a depreciação do bem, o que ajuda a diminuir custos com logística, uma vez que o projetista agora aproveita peças que estão em locais de estoque próximos”, explica Batista.

Inteligência artificial no mercado imobiliário

De acordo com a consultoria Brain, apenas 20% das empresas do setor imobiliário estão utilizando inteligência artificial (IA). Essa informação foi revelada durante um evento da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc). Além disso, a pesquisa indica que cerca de 26% das empresas possuem conhecimento sobre as ferramentas de IA disponíveis. 

Durante o evento, Guilherme Ribeiro, especialista em inovação, tecnologia e mercado imobiliário, destacou que a inteligência artificial é a maior mudança desde a grande mudança da Revolução Industrial. 

Para os especialistas que participaram do evento, o marketing imobiliário deverá ter um novo mundo de abundância de conteúdo. No entanto, para Camilo Barros, vice-presidente da Latam Client Partnerships da VidMob, “a eficácia criativa será a diferença entre o sucesso e o fracasso. Em um mundo IA-first, combinações com dados exclusivos são a chave para uma vantagem competitiva. Algumas empresas obterão dados verdadeiramente únicos e construirão plataformas de enorme valor sobre essas ‘commodities infinitas’”.

Uma das novidades apresentadas durante o 3º Seminário iCON Hub de Inovação foi a MIA, assistente conversacional baseada em WhatsApp capaz de fazer toda a qualificação e tratativa dos leads de forma mais rápida, eficiente, armazenando todos os dados em um Data Lake e operando o CRM da Incorporadora de forma automatizada.

Fontes: 
Guilherme Rosa é head do iCON Hub de Inovação.
Gabriela Vivan é diretora da UNA Arquitetura.
Lucas Batista é sócio do Generativo e Fundador da BIMLab.
Guilherme Ribeiro é especialista em inovação, tecnologia e mercado imobiliário.
Camilo Barros é vice-presidente da Latam Client Partnerships da VidMob.

Contato:
Assessoria de imprensa: dbarbara@sindusconsp.com.br

Jornalista responsável
Marina Pastore
DRT 48378/SP

28 de junho de 2023

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no Massa Cinzenta e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil