FEICON-SP e 98º ENIC acontecem em São Paulo

Eventos destacam novidades do setor de construção e trazem debates sobre sustentabilidade e tecnologia

Soluções de sustentabilidade se destacaram na FEICON.
Crédito: Equipe WTF

Entre os dias 02 e 05 abril, aconteceu em São Paulo a FEICON, feira do setor de construção civil e arquitetura que conta com a presença dos principais players e o maior mix de produtos dos segmentos de acabamentos, estruturas, instalações e externos. 

Durante o evento, também foi realizada a 98ª edição do Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), que reúne economistas, representantes do poder público e da iniciativa privada para debater o cenário da indústria do setor, os rumos econômicos e apresentar projetos. Dentre os temas debatidos em 2024 estão o uso da inteligência artificial, demanda por engenheiros no Brasil, incentivo à formalização, agenda ESG, déficit habitacional, custos administrativos de obras públicas, entre outros.  

Confira o que foi destaque nos eventos:

FEICON: destaque para soluções sustentáveis

Como tem acontecido nos demais eventos do setor de construção civil, a sustentabilidade e soluções para reduzir os impactos ao meio ambiente também geraram interesse na FEICON.

“Penso que as marcas, em função das políticas de ESG em suas empresas, começaram a olhar de forma diferente para os 3 pilares da sustentabilidade: meio ambiente, social e financeiro. Outro ponto forte foi o aumento de programas de recolhimento de resíduos ao longo dos últimos anos no Brasil. Isso fez com que diferentes empresas tivessem matéria-prima à disposição”, afirma Iza Valadão, engenheira, PhD. em materiais e sustentabilidade e embaixadora da FEICON. 

Dentre as soluções apresentadas está o Cabo Elétrico Sustentável (SIl), que é produzido a partir da cana-de-açúcar, utilizando 100% de material reciclado. Outra novidade apresentada foi a sauna eco-friendly, que é confeccionada em madeira proveniente de plantação da própria empresa e vidro, produtos brasileiros, 100% recicláveis. Ainda, outra solução foi o Isolamento Acústico Sustentável para pisos e paredes, fabricado com matéria-prima renovável – lã de garrafas PET.

 98° ENIC foi realizado durante FEICON.
Crédito: FEICON

Ainda sobre sustentabilidade, uma tecnologia presente na feira foi o bloco de concreto celular, que simplifica o desenvolvimento da obra, oferecendo resistência e facilidade para cortes. Ideal para construir estruturas com passagem de canos e fios, é leve e possui ótimas propriedades de isolamento térmico e acústico. Além disso, é produzido com menos energia e emite menos CO2 que o concreto tradicional. 

Outra novidade foi a argamassa antitérmica acústica e antichamas para paredes, que pode ser usada em paredes de alvenaria em geral, gesso acartonado (drywall) e placa cimentícia.

98° ENIC

Durante o evento, foram discutidos vários tópicos relacionados ao universo da construção civil. Confira:

  • Uso do BIM para reduzir custos das operações e pegada de carbono: durante o painel “Benefícios do BIM na gestão de projetos complexos – aplicação e resultados”, a Reta Engenharia apresentou o case da construção de uma hidrelétrica, no qual ao usar o BIM, conseguiu reduzir em 11,28% os custos da operação e em 40% a pegada de carbono estimada.
  • Impacto da Reforma Tributária na industrialização da construção: neste painel, Ana Maria Castelo, pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas (FGV), ressaltou que a atual predominância de processos artesanais nos canteiros de obras revela a urgência de avançar na adoção de métodos industrializados. No entanto, durante o debate, foi ressaltado também o papel da tributação como um dos entraves à produtividade e a transição para o novo sistema tributário, que exigirá cuidados e atenção para minimizar possíveis efeitos negativos.
  • Futuro da Habitação e do Mercado Imobiliário: O painel destacou o avanço do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) no país. Ely Wertheim, vice-presidente da Indústria Imobiliária da CBIC, apontou que as contratações de imóveis em São Paulo voltaram fortes, no último ano as vendas somaram mais de 70 mil unidades, das quais cerca de 50% das unidades vendidas foram enquadradas como MCMV. 
  • Custos administrativos de obras públicas: este painel trouxe o debate a respeito das despesas indiretas, mobilização e desmobilização de equipamentos, seguro de garantia e adequação das exigências do órgão contratante. Para Rafael Sacchi, vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), é essencial que os contratos reflitam preços justos e produtividades adequadas, a fim de garantir a sustentabilidade e competitividade das empresas do setor.
  • Enfrentamento do déficit habitacional: durante o debate, Inês Magalhães, vice-presidente de habitação da Caixa Econômica Federal, ressaltou a importância da habitação como um desafio global e seu impacto em áreas como educação e saúde. A vice-presidente destacou a necessidade de políticas habitacionais eficazes e parcerias entre governo, Estados e municípios para enfrentar esse desafio de forma abrangente. 
  • Inteligência Artificial na construção civil: esta sessão abordou o uso da IA na análise e processamento de dados. O CEO da Brickup, Rafael Souza, apontou que estes dados podem ser utilizados não apenas para aumentar a produtividade, mas também para promover a saúde e segurança dos colaboradores. Já para Luís Felipe Veloso, COO na Morada.ai, a IA tem potencial para impulsionar as vendas, podendo tornar os canteiros mais eficientes e ágeis.

Fontes
FEICON
Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC)

Contatos
FEICON – Assessoria de imprensa – roger@kbcomunicacao.com.br
CBIC –  imprensa@cbic.org.br

Jornalista responsável
Marina Pastore
DRT 48378/SP

A opinião dos entrevistados não reflete necessariamente a opinião da Cia. de Cimento Itambé. 



Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo