Engenharia mundial se une por 10 desafios do século 21

Brasil participa dos debates que buscam soluções para problemas que vão exigir mais tecnologia e mais infraestrutura

debate mundial sobre o futuro da engenharia
Evento na USP colocou o Brasil no debate mundial sobre o futuro da engenharia no século 21. Crédito: Youtube

A engenharia internacional elenca os 10 principais desafios que o setor terá que enfrentar no século 21. Especialistas definem os novos tempos como engineering grand challenges (grandes mudanças da engenharia), conceito que passa a ser debatido exaustivamente nas 20 principais economias mundiais, incluindo o Brasil. Entre os temas centrais, estão energia sustentável, tecnologia do sequestro de carbono, acesso a água limpa, infraestrutura urbana, tecnologia da saúde, engenharia reversa, combate à energia nuclear, realidade virtual, educação personalidade e robótica.

No Brasil, o primeiro encontro sobre engineering grand challenges ocorreu na USP, e reuniu palestrantes internacionais e estrategistas. Os debatedores salientaram que a engenharia do século 21 deve estar focada em criatividade e comprometimento. Eles também têm convicção de que apenas com tecnologia e boa engenharia o mundo conseguirá superar os desafios. “A tecnologia e a engenharia continuam sendo inevitavelmente as melhores opções para superar os grandes desafios da humanidade”, defende o professor da Poli-USP, Emílio Carlos Nelli Silva, um dos organizadores do evento.

No encontro realizado na USP, houve o consenso de que a engenharia global deve atuar de forma associativa, como explica Nelli Silva. “Isso criou um movimento global nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, chamado de convergência tecnológica”, completa. O professor lembra ainda que em outros países essa consciência já atinge estudantes antes mesmo de eles chegarem à escola de engenharia. Como explica Shimon Y. Nof, professor da Purdue University, nos Estados Unidos. “Estamos começando a trabalhar com adolescentes, para que, quando eles se tornarem estudantes de engenharia, saibam quais conceitos perseguir”, diz. 

Para a engenharia civil, a infraestrutura das cidades está entre os maiores desafios

No âmbito da engenharia civil, os estrategistas avaliam que um dos maiores desafios está na manutenção da infraestrutura das cidades, cuja prevenção ao processo de envelhecimento requer planejamento. Mantê-las em funcionamento tem relação com o equilíbrio ecológico e com a sustentabilidade dos espaços habitacionais e da mobilidade urbana. Para atingir esse objetivo, os especialistas reunidos na USP entendem que deverá existir uma nova fórmula de financiamento público. Foi citado o exemplo dos Estados Unidos, que a cada ano vê o orçamento governamental reduzir bilhões de dólares em relação ao aumento da demanda por novas obras e pela manutenção da infraestrutura existente no país.

Para William J. Perry, ex-secretário de Defesa dos EUA e atualmente professor do departamento de engenharia da Universidade de Stanford, o ponto de partida dos desafios que estão a caminho não pode deixar de ter uma visão otimista do futuro. “Não tenho dúvidas de que o quadro mundial de engenheiros buscará maneiras de colocar o conhecimento em prática para enfrentar esses grandes desafios. Aplicando as regras da razão, as descobertas da ciência, a estética da arte e a centelha da imaginação criativa, os engenheiros continuarão a tradição de criar um futuro melhor”, finaliza um dos idealizadores do movimento que debate as grandes mudanças da engenharia.

Veja vídeo do encontro na USP

Saiba mais sobre engineering grand challenges
www.engineeringchallenges.org

Entrevistado
Comitê Grandes Mudanças da Engenharia, localizado no campus da National Academy of Engineering (NAE), em Washington,D.C
(via assessoria de comunicação)
Contato: engineeringchallenges@nae.edu

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo