CT Paralímpico une melhores conceitos de mobilidade

Construções pré-fabricadas permitem atender atletas de 15 modalidades, os quais representarão o Brasil nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro

Construções pré-fabricadas permitem atender atletas de 15 modalidades, os quais representarão o Brasil nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro

Por: Altair Santos

Os melhores atletas paralímpicos do Brasil ganham até o final de 2015 um completo centro de treinamentos, a fim de intensificar os preparativos para os jogos de 2016, no Rio de Janeiro. A área construída de 94 mil m² vai atender 15 modalidades: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, esgrima em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, golbol, halterofilismo, judô, natação, rúgbi, tênis, tênis em cadeira de rodas, triatlo e voleibol sentado. O complexo é uma referência mundial, pois une os melhores conceitos de mobilidade para pessoas com necessidades especiais.

Localizado na cidade de São Paulo, Centro Paralímpico está com 97% da execução das obras concluída
Localizado na cidade de São Paulo, Centro Paralímpico está com 97% da execução das obras concluída

Projetado pela LM+Gets e executado pela BF Construtora, a obra é dividida em cinco setores. O primeiro engloba a recepção principal, as garagens e as quadras de tênis em cadeira de rodas. O segundo é destinado ao treinamento de vôlei, basquete, rúgbi e futebol de 5, enquanto o terceiro é o do parque aquático. No setor 4, fica o ginásio, onde será praticado judô, esgrima, bocha, golbol, tênis de mesa e futebol de 7. Já no setor 5 ficará o centro de pesquisa e medicina do esporte, áreas de fitness e de ensino, além de uma pista de atletismo.

Para atender os paratletas, não existem escadas no centro de treinamentos. Os acessos são por rampas e elevadores, e cumprem a ABNT NBR 9050 – Acessibilidade a edificações, vias públicas e sistemas de transporte coletivo. O projeto é da LM+Gets, especializada em construções hospitalares e em ambientes de alta complexidade. Já a execução da obra está a cargo da GBF Construtora, que considera o empreendimento um legado para os portadores de necessidades especiais. Após os jogos paralímpicos, o CT será transformado em um centro de pesquisa e de reabilitação.

Estruturas pré-fabricadas

Com 97% das obras concluídas, o CT Paralímpico, localizado no Parque Fontes do Ipiranga, na cidade de São Paulo, é uma parceria entre governo do estado de São Paulo e governo federal. O local será o principal centro de excelência do Brasil e da América Latina e tem a pretensão de ser um dos quatro melhores do mundo. Só Ucrânia, China e Coreia do Sul têm estruturas semelhantes. O centro agrupará treinamento de paratletas de alto nível, formação de técnicos, árbitros e gestores, desenvolvimento das ciências do esporte e atuação interdisciplinar em medicina, fisioterapia, psicologia, fisiologia, biomecânica, nutrição e metodologias do treinamento.

Projeção de como ficará o Centro de Treinamento Paralímpico, quando concluído
Projeção de como ficará o Centro de Treinamento Paralímpico, quando concluído

Literalmente, o que sustenta toda essa estrutura é o concreto. Elementos pré-fabricados, por exemplo, dão apoio à pista de atletismo, assim como as instalações esportivas indoor e outdoor. Os sistemas construtivos à base de pré-moldados permitiram também erguer uma área residencial composta por alojamentos para 280 pessoas, refeitório e lavanderia, além de um centro de medicina e ciências do esporte, incluindo academia, vestiários e outros espaços de apoio. O volume de concreto usado na obra ultrapassa os 150 mil m³. O custo do empreendimento é de R$ 288,700 milhões.

Entrevistados

Secretaria de Direitos da Pessoa com Deficiência do estado de São Paulo (via assessoria de imprensa)
Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) (via assessoria de imprensa)

Contatos:
imprensa@sedpcd.sp.gov.br
imprensa@cpb.org.br

Crédito Foto: Divulgação/Brasil2016.gov.br/CPB

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo