Como a inteligência artificial está influenciando a construção civil?

Tecnologia vem melhorando processos e produtividade, além de auxiliar na tomada de decisões

Inteligência artificial permite preencher lacuna de formação de pessoas e falta de interesse na construção civil.
Crédito: Envato

A escassez de mão de obra é um dos principais problemas enfrentados na construção civil atualmente. Durante o evento “Quintas da CBIC”, Eduardo Aroeira, vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), apontou que uma das grandes preocupações na construção civil é a falta e a baixa qualidade de mão de obra. Seria o investimento em tecnologia artificial uma forma de contornar esta escassez?

Para Guilherme Bechara, gerente de soluções em engenharia da Construtora Barbosa Mello, a tecnologia permite preencher essa lacuna de formação de pessoas e falta de interesse. “Em áreas específicas, podemos substituir com a inteligência das máquinas ou da tecnologia que temos disponível. Temos muita dificuldade de encontrar auxiliares, e estamos conseguindo com esse uso de tecnologia, substituir essa mão de obra menos qualificada”, comentou Bechara durante o “Quintas da CBIC”. 

Veja abaixo como a inteligência artificial irá impactar em diferentes frentes:

Inteligência artificial na arquitetura

De acordo com Alexandre Kuhn, arquiteto, CEO e cofundador da Redraw, a inovação na arquitetura já é aplicada há muitos anos. “Esse é o caso de sistemas como Grasshopper e Rhino, que há cinco anos, utilizam algoritmos para definir parâmetros de projetos e gerar soluções arquitetônicas. O que acontece agora é que a IA está acelerando esse processo, integrando cada vez mais funções que, antes, eram exclusivas dos arquitetos. E o que resta para esse profissional? Penso que o contato humano sempre vai existir. Os clientes nunca deixarão de optar por conversar com um profissional, porque isso é o que lhes traz confiança e os afasta dos receios da IA. Mas o arquiteto, ao mesmo tempo, não pode ficar para trás. Ele precisa se reinventar e estudar a tecnologia para saber aplicá-la em seu dia a dia”, comenta Kuhn.

Inteligência artificial na construção civil

Diego Barreto, vice-presidente de Finanças e Estratégia do iFood, e Sandor Caetano, Chief Executive Officer do PicPay, escreveram o livro “”O Cientista e o Executivo – Como o iFood utilizou a inteligência artificial para redefinir processos, criar vantagem competitiva e se tornar um case mundial de sucesso“. Na obra, eles avaliam o uso de inteligência artificial em vários setores. 

Para os autores, na construção civil, setor que historicamente dependente de muitos processos manuais, a IA impulsiona a inovação. A capacidade de gerar projetos arquitetônicos rapidamente, considerando inúmeros cenários, revoluciona a concepção e a execução de planos. A IA viabiliza a escolha eficiente de soluções, promovendo eficiência construtiva e redução de custos.

“A IA pode ser aplicada para otimizar sistemas complexos. Na construção, tecnologias semelhantes podem melhorar o uso de recursos, a logística de materiais e a gestão de resíduos, e ainda redefinem o design arquitetônico por meio de simulações que levam em conta fatores climáticos, estruturais e de uso do espaço”, enfatiza Diego Barreto.

Para Wanderson Leite, fundador do EuConstruindo.com e da Prospecta Obras, há muitas formas de aplicar a IA na rotina deste setor, indo desde a captação de dados em tempo real da construção dos canteiros no território, até no apoio em cenários de risco, monitoramento, e muitas outras funcionalidades que permitem uma maior otimização e segurança aos profissionais do segmento. 

“Considerando, especificamente, a melhora da experiência do consumidor no ramo, um dos maiores usos desta ferramenta está no aspecto financeiro envolvido nas obras. Até hoje, é muito comum observar enormes dificuldades destes clientes em realizar suas construções com o melhor custo-benefício. Infelizmente, se tornou “normal” ter más experiências em encontrar boas lojas com orçamentos adequados e dentro do prazo estipulado, o que desencadeia um enorme efeito dominó prejudicial ao andamento do projeto. Mesmo sendo uma situação muito usual atualmente, o investimento da IA pode ajudar a reverter essa realidade com excelentes resultados. Uma de suas maiores contribuições está, justamente, em servir como uma ponte entre quem precisa construir e quem vende os insumos necessários para isso – estreitando o relacionamento entre as partes e tornando o planejamento da obra muito mais eficiente através da captura de dados em tempo real sobre as empresas do setor. Na prática, com a ajuda desta tecnologia, ela conseguirá solicitar as demandas dos consumidores em seus projetos e enviá-los às empresas do setor, de forma que elas mesmas entrem em contato com seu público-alvo oferecendo seus orçamentos para facilitar a compra dos materiais necessários”, comenta Leite.

Inteligência artificial em equipamentos

Durante o evento “Quintas da CBIC”, Guilherme Bechara, gerente de soluções de engenharia da Construtora Barbosa Mello (CBM), comentou a respeito do uso de inteligência artificial em equipamentos não tripulados. 

De acordo com Bechara, esta automação tem trazido bons resultados para a empresa. “Ninguém no mundo levantou mais material com equipamentos não tripulados do que a CBM. Em 2023, batemos o recorde com 3 milhões de m3 de materiais escavados”, conta. No caso, a escavadeira 3D, que possui cockpit externo que permite que ela seja operada remotamente trouxe um salto de mais de 20% na produtividade da empresa no exercício de escavação e movimentação de solo. 

Neste mesmo evento, Higor Reis, executivo de negócios da SODEP Sistemas, contou sobre o trabalho desenvolvido com hardwares embarcados nos equipamentos, que transferem dados e informações para um servidor local ou na nuvem.

“Todos esses dados vão para central de monitoramento, que compila os dados com IA e gera relatórios. No nosso caso, a IA vem tomando certas responsabilidades e decisões mais efetivas a partir dos inputs e do histórico de produção baseado no cenário dos equipamentos para gerenciá-los dentro do despacho. Estamos tirando essa decisão do ser humano para que a máquina indique onde é a melhor alocação dos equipamentos, a forma mais fácil de produzir e o cenário onde vou conseguir atingir capacidade de produção”, explica. 

Fontes
Eduardo Aroeira é vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).
Guilherme Bechara é gerente de soluções em engenharia da Construtora Barbosa Mello.
Alexandre Kuhn é arquiteto, CEO e cofundador da Redraw.
Diego Barreto é vice-presidente de Finanças e Estratégia do iFood. 
Sandor Caetano é Chief Executive Officer do PicPay.
Wanderson Leite é fundador do EuConstruindo.com e da Prospecta Obras.
Higor Reis é executivo de negócios da SODEP Sistemas.

Contatos
CBIC – imprensa@cbic.org.br
Guilherme Bechara – Guilherme.bechara@cbmsa.com.br
Alexandre Kuhn – suporte@redraw.pro
Diego Barreto e Sandor Caetano – Assessoria de imprensa – isabela@makebuzz.com.br
Wanderson Leite – assessoria de imprensa – nathalia@informamidia.com.br
Higor Reis – higor.reis@sodep.com.br 

Jornalista responsável
Marina Pastore
DRT 48378/SP

A opinião dos entrevistados não reflete necessariamente a opinião da Cia. de Cimento Itambé. 



Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo