ABCP retoma Congresso Brasileiro do Cimento

Temas como sustentabilidade, inovação e qualidade do cimento Portland serão destaque no evento que acontece em maio de 2014.

Temas como sustentabilidade, inovação e qualidade do cimento Portland serão destaque no evento que acontece em maio de 2014

Por: Altair Santos

O investimento em ampliação e modernização do parque industrial cimenteiro do Brasil estimulou a ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland) a retomar o Congresso Brasileiro do Cimento. O evento, que não acontecia desde 1999, terá sua 6ª edição em maio de 2014. O anúncio oficial ocorreu no dia 19 de junho de 2013, em São Paulo, e o encontro é visto como a oportunidade para reunir especialistas nacionais e internacionais do setor, a fim de que sejam debatidos temas prioritários para a indústria de cimento. Entre eles, inovação, produção com qualidade e sustentabilidade ambiental.

Depois de 15 anos, congresso volta a reunir cadeia produtiva do cimento no país.

A edição 2014 do Congresso Brasileiro do Cimento (CBC) se desenvolverá em dois dias, em meio a atividades plenárias (conferências e palestras) e, simultaneamente, reunirá em 40 estandes empresas fornecedoras de serviços, produtos e equipamentos para fabricação de cimento. A agenda do CBC terá a seguinte organização:

1. Manutenção, modernização e ampliação de fábricas de cimento.
2. Inovação em processos de fabricação de cimento.
3. Mudanças climáticas e meio ambiente: metodologia e inventário de emissões, logística reversa, legislação, recuperação de áreas entre outros.
4. Normalização e qualidade do cimento Portland.
5. Combustíveis e energia: coprocessamento, blendeiros (fornecedores de combustíveis alternativos) e outros.
6. Refratários: produtos e processos.
7. Equipamentos de controle de poluição: analisadores online.
8. Sistemas de pesagem e transporte.
9. Sistemas de britagem e moagem: moinhos, corpos moedores, placas classificatórias e outros.
10. Cimento e a construção sustentável.

O congresso está desenhado para atender aos profissionais e grupos cimenteiros que atuam no Brasil. No entanto a ABCP não descarta que o evento desperte interesse de grupos estrangeiros interessados em prospectar oportunidades no país. “Em todos os segmentos industriais, principalmente da importância como o de cimento, há sempre movimentações para fusões e surgimento de novos players. Mesmo em se tratando de um setor de capital intensivo e cuja maturação é larga, sempre existe a possibilidade de que surjam novos grupos. Se até pouco tempo atuavam dez, hoje já existem quinze no país. Recentemente, tivemos a chegada de um grupo português, pela aquisição de uma planta industrial, do mesmo modo que outro grupo português que atuava no Brasil foi adquirido por um grupo brasileiro. O setor do cimento é propenso a movimentações, assim como outros setores”, cita Hugo da Costa Rodrigues Filho, gerente de comunicação da ABCP.

Sobre o longo período de interrupção do CBC – a 5.ª edição ocorreu em 1999 -, a ABCP justifica que nos anos 2000 a associação se voltou para a “tecnologia depois do saco”. Isto é, a aplicação dos sistemas construtivos à base de cimento. “A indústria brasileira na oportunidade, já moderna e consolidada, demandava menos a necessidade de fóruns técnicos, como o congresso, que reunissem as inovações na área de produção do cimento, o que permitiu a decisão de interromper a promoção do evento, sem prejuízo de nossa indústria”, aponta Hugo Rodrigues. No entanto, temas como controle de emissões, combustíveis alternativos, coprocessamento de resíduos, normalização e produtos e níveis diferenciados de adições, que passaram a ter forte influencia na competitividade do setor, estimularam a ABCP a retomar o CBC.

Entrevistado
Associação Brasileira de Cimento Portland (via assessoria de imprensa)
Contato: abcp@abcp.org.br
Créditos fotos: Divulgação/ABCP

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos – CP IV-32 RS

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-32

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler – CP II-F-40

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial – CP V-ARI

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo