Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Usina Santo Antônio ganha prêmio de sustentabilidade

Construção Sustentável, Sustentabilidade 30 de dezembro de 2014

Reconhecimento foi da International Hydropower Association, cuja especialidade é medir projetos ambientais agregados a empreendimentos hidrelétricos

Por: Altair Santos

A hidrelétrica Santo Antônio, ainda em construção no trecho do rio Madeira que corta o estado de Rondônia, já opera com 31 turbinas das 44 previstas. As obras civis estão 95% concluídas e o consórcio Madeira Energia S.A, constituído por Furnas, Caixa FIP Amazônia Energia, Odebrecht Energia, Andrade Gutierrez e Cemig, estima que, em 2015, conclui um dos empreendimentos mais importantes financiados pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Usina Santo Antônio, no rio Madeira: 95% das obras civis estão prontas e 31, das 44 turbinas, já operam

Atualmente, o cronograma da hidrelétrica enfrenta seus maiores atrasos nas linhas de transmissão para distribuir a energia gerada por Santo Antônio. Com capacidade para colocar 3.568 megawatts no sistema nacional, a usina ganhou recentemente um importante prêmio: o de obra mais sustentável, concedido pela International Hydropower Association (IHA). O organismo é vinculado à Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e sua especialidade é medir a sustentabilidade de empreendimentos hidrelétricos.

Santo Antônio foi premiada por atingir boas avaliações dentro de protocolos relevantes estabelecidos pela IHA. Entre eles, respeito aos direitos humanos, baixo impacto nas mudanças climáticas, baixa vulnerabilidade a atos de corrupção e procedimentos transparentes de gestão. Também contribuíram com a premiação o fato de consórcio seguir estritamente os princípios socioambientais estabelecidos pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A ponto de a usina ter sido definida como modelo para futuras hidrelétricas a serem construídas na região amazônica.

Segundo Ricardo Márcio Martins Alves, gerente de Sustentabilidade da Santo Antônio Energia, foram investidos R$ 1,2 bilhão para que a obra cumprisse com os protocolos de sustentabilidade. A usina tem 28 programas que cobrem os meios físico, biótico e socioeconômico. O consórcio teve que compensar os impactos construindo áreas de proteção permanente e reconstituindo reservas legais. Isso contabiliza uma área de 55 mil hectares, sendo 35 mil hectares de proteção ambiental e 20 mil hectares de reserva legal. Também foram investidos R$ 500 milhões no reassentamento de 1.621 famílias que residiam nas áreas afetadas pela construção da hidrelétrica.

Itaipu busca certificação
No pico das obras, Santo Antônio empregou 13 mil trabalhadores da construção civil. A obra também consumiu um volume de 3,2 milhões de m³ de concreto. A utilização de turbinas tipo bulbo permite que a usina produza mais energia com menos volume de água passando pela barragem. Outro projeto agregado à obra da hidrelétrica, e que contribuiu significativamente para que conquistasse a premiação da IHA, é o que interfere o mínimo possível na piscicultura local. Rios paralelos de concreto foram construídos no entorno da megaobra. Eles simulam o curso natural das águas do rio Madeira antes que a barragem fosse erguida. Isso manteve inalterada a piracema e preservou o fluxo de peixes na região.

A próxima hidrelétrica brasileira a reivindicar a certificação de sustentabilidade da International Hydropower Association será a Itaipu Binacional. Em outubro de 2014, a usina passou por sua primeira avaliação oficial. Dario Gonzalez Fiori, um dos coordenadores da aplicação do protocolo da IHA, disse que a recente visita vai ajudar Itaipu a se preparar para a avaliação, em 2015. “Os procedimentos para obter a certificação permitirão que identifiquemos nossos pontos fortes e fracos, e se for o caso, aplicar medidas corretivas”, diz. Itaipu é o maior projeto hidrelétrico do mundo, em termos de energia gerada, e estabeleceu o recorde de 98.000 gigawatts em 2013.

Entrevistado
Santo Antônio Energia e International Hydropower Association (via assesoria de imprensa)
Contatos
comunicacao@santoantonioenergia.com.br
mt@hydropower.org

Crédito Foto: Cleriz Muniz

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também:

2 Comentários