Rapidez e agilidade em lajes pré-fabricadas

Rapidez e agilidade em lajes pré-fabricadas

Rapidez e agilidade em lajes pré-fabricadas 150 150 Cimento Itambé

Empresa desenvolve laje alveolar protendida no oeste catarinense

Desde o inicio de suas operações, em 1997, a Rotesma, localizada na cidade de Chapecó, em Santa Catarina, utiliza tecnologia nos processos e desenvolve soluções construtivas em diversos produtos pré-fabricados. Começou com lajotas e tubos de concreto, com uma produção de 32 m3 de concreto por mês. Foi pioneira na fabricação de concreto pretendido em sua região de atuação e hoje produz 1.500 m3/mês, em instalações de 39 mil m2.

Sempre à procura de novos produtos e materiais, iniciou a fabricação de lajes alveolares protendidas que já instalou em diversas obras da região. Para José Antônio Tessari, proprietário da empresa, o investimento neste setor foi fundamental. “Percebemos um mercado bastante promissor no segmento e procuramos o que havia de mais moderno em equipamentos e tecnologia para o desenvolvimento de um produto que fosse versátil, econômico e aplicável a qualquer tipo de edificação”, salienta.

Comumente utilizadas para compor tabuleiros, as lajes alveolares são leves, dispensam os cimbramentos e melhoram muito a condição térmica e acústica dos edifícios. Com a combinação da protensão, são capazes de vencer grandes vãos, mesmo submetidas a altas sobrecargas. Os alvéolos propiciam também melhor proteção contra incêndios, importante vantagem quando é feita a cobertura do seguro com o custo bastante reduzido. Por ser autoportante, não utilizam cimbramentos, o que se traduz em economia e velocidade de execução da estrutura.

Com a mais avançada tecnologia, a Rotesma produz diversos tamanhos de painéis, sempre de acordo com as normas brasileiras. Utiliza concreto fck 50 MPa, produzido em moderna central eletrônica automatizada, além de contar com o fornecimento exclusivo da Cimento Itambé.

Desta forma, as lajes alveolares representam uma opção interessante para o desenvolvimento da construção industrializada, tendência cada vez mais adotada pela construção civil no Brasil.

Créditos: Engº Jorge Aoki – Gerente de Assessoria Técnica Itambé

Jornalista Responsável: Rosemeri Ribeiro Mtb. 2696

2 de outubro de 2007

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil