Sem produtos da mineração, casa seria inviável

foto

Sem produtos da mineração, casa seria inviável

Sem produtos da mineração, casa seria inviável 258 193 Cimento Itambé

Bem-estar da sociedade está diretamente ligado aos produtos que usam minerais como matéria-prima, com destaque para o calcário

Por: Altair Santos

Os componentes usados para construir uma casa são quase todos derivados de substâncias minerais. Grosso modo, mais de 30 elementos estão presentes em materiais que vão desde tijolos até esquadrias, pias, cerâmicas e vidros. Não é exagero dizer que dentro de uma habitação há mais minerais do que pessoas e objetos. Por isso, não fosse a mineração, seria impossível construir uma casa, um prédio ou qualquer outra obra ligada à construção civil. “O bem-estar da sociedade foi construído com base nos minerais”, aponta Marcos Vitor Fabro Dias, diretor técnico da Mineropar (Serviços Geológicos do Paraná).

Marcos Vitor Fabro Dias, diretor técnico da Mineropar: conciliar demanda por minerais com sustentabilidade é o desafio da indústria

Recentemente, a empresa pesquisou os elementos mais presentes na construção e no acabamento de uma casa. O calcário destacou-se. Ele aparece na composição do concreto, dos tijolos, dos vidros, das louças sanitárias, dos azulejos, cerâmicas e porcelanatos, nas tintas, em alguns modelos de caixas d’água, nos encanamentos e no telhado. “O calcário é muito versátil. É matéria-prima para produzir o cimento, que é matéria-prima para fabricar o concreto (segundo produto mais consumido no planeta depois da água). Além disso, o calcário é um elemento muito importante na agricultura, pois é utilizado para corrigir o ph do solo”, afirma Marcos Vitor Fabro Dias.

Para o geólogo da Mineropar, o dilema da indústria que transforma os elementos minerais em produtos para a sociedade consumir está em fabricar mais com menos, sem deixar de atender a demanda. “Diminuir a quantidade de matéria-prima, sem perder a qualidade e o desempenho do que é produzido, conflita com os anseios da sociedade por mais conforto e mais demanda por materiais”, explica Marcos Vitor Fabro Dias, para quem o ponto de equilíbrio pode estar no reaproveitamento de resíduos. “Esta é uma tendência irreversível de qualquer processo industrial, mas ainda há muito para avançar”, completa.

Calcário é o elemento predominante em uma casa, tanto na construção quanto na decoração

Outra solução está na substituição de agregados. Hoje, por exemplo, a areia natural já tem uma similar com um bom custo-benefício, que é a areia artificial, produzida através dos resíduos da britagem. “A tecnologia fez chegar a um material com características bem próximas da areia natural”, diz o diretor técnico da Mineropar, citando que, no Paraná, a cadeia produtiva da construção civil consome cerca de 70% dos bens minerais produzidos no Estado. “A construção civil é o setor que mais demanda. Porém, vale lembrar que o Paraná é um dos maiores produtores de calcário do país e participa com 70% da produção nacional de feldspato. Enfim, o Estado é um forte produtor de bens minerais não metálicos”, conclui.

 

Saiba quais elementos minerais compõem alguns materiais de construção
Tijolo cerâmico (argila)
Bloco de concreto (brita, areia e calcário)
Fios elétricos (cobre e plástico [derivado do petróleo])
Lâmpadas (quartzo, tungstênio e alumínio)
Concreto (areia, brita e calcário)
Ferragens (ferro, alumínio, cobre e zinco)
Vidros (quartzo, calcário, dolomito e feldspato)
Louças sanitárias (cobre, ferro, alumínio, níquel, cobalto, argila, calcário, feldspato e talco)
Azulejos, cerâmicas e porcelanatos (argila, calcário, feldspato, talco, ardósia)
Tintas (derivados do petróleo, calcário, talco, caulim, ilmenita e rutilo)
Pias (mármore, granito, ferro, níquel e cobalto)
Canos (ferro, cobre, plástico [derivado do petróleo] e calcário)
Forro de gesso (gipsita)
Calhas (zinco, níquel e cobre)
Telhas (argila e calcário)

Fonte: CIM (Centro de Informações Minerais do Paraná)

Entrevistado
Geólogo Marcos Vitor Fabro Dias, diretor técnico da Mineropar (Serviços Geológicos do Paraná)
Contato: mvfdias@mineropar.pr.gov.br

Créditos Fotos: Divulgação/Mineropar

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil