Novas regras para o ensaio de compressão do concreto

Acaba de entrar em vigor a revisão da NBR 5739

Acaba de entrar em vigor a revisão da NBR 5739

A resistência à compressão axial é de longe o ensaio mais usado para o controle do concreto, tanto pela facilidade de execução e baixo custo quanto pela sua importância na segurança das estruturas. Desde 28 de junho, obedece às novas regras da revisão da NBR 5739: Concreto – Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos.

A versão 2007 não permite mais o uso de prensas Classe III, que conforme a NBR 6156 têm menor controle sobre a carga aplicada. O intervalo para a taxa de carregamento ficou menor: vai de 0,30 a 0,60 MPa/s. Também foram alteradas as tolerâncias de prazo para o ensaio em algumas idades; aos 28 dias, por exemplo, a variação admitida passou de 20 para 24 horas.

Uma das novidades é o fator de correção da relação entre a altura e o diâmetro do corpo-de-prova, h/d. Ele é usado para a correção da força suportada pelo corpo-de-prova quando a relação h/d é menor que 2, valor considerado ideal para o ensaio.

Outra inovação é a avaliação da eficiência do ensaio pelo coeficiente de variação dos resultados: quanto menor a dispersão dos resultados, melhor é considerado o processo. Os laboratórios não precisam divulgar o coeficiente de variação nos laudos dos ensaios, mas a sua análise deve auxiliá-los a detectar problemas de procedimento, especialmente se associada à avaliação do tipo de ruptura dos corpos-de-prova. Este item, por sinal, foi ampliado para que se possa descrever de maneira mais precisa o formato da ruptura.

Apesar das mudanças serem sutis, a adequação às novas regras é importante para evitar divergências entre resultados de um mesmo lote ensaiado por empresas diferentes. Além disso, um laboratório deve sempre utilizar procedimentos normalizados, se quiser demonstrar confiabilidade.

Essa e as demais normas da ABNT podem ser adquiridas pelo site www.abnt.org.br, onde também se encontram os endereços dos escritórios regionais de todo o Brasil.

Créditos: Engª Aline Martins – Assessora Técnico Comercial Itambé

Jornalista Responsável: Rosemeri Ribeiro Mtb. 2696



Massa Cinzenta

Cooperação na forma de informação. Toda semana conteúdos novos para você ficar por dentro do mundo da construção civil.

Veja todos os Conteúdos

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

Cimento Portland pozolânico resistente a sulfatos

Baixo calor de hidratação, bastante utilizado com agregados reativos e tem ótima resistência a meios agressivos.

Cimento Portland composto com fíler

Com diversas possibilidades de aplicações, o Cimento Portland composto com fíler é um dos mais utilizados no Brasil.

Cimento Portland composto com fíler

Desempenho superior em diversas aplicações, com adição de fíler calcário. Disponível somente a granel.

Cimento Portland de alta resistência inicial

O Cimento Portland de alta resistência inicial tem alto grau de finura e menor teor de fíler em sua composição.

descubra o cimento certo

Cimento Certo

Conheça os 5 tipos de cimento Itambé e a melhor indicação de uso para argamassa e concreto.Use nosso aplicativo para comparar e escolher o cimento certo para sua obra ou produto.

descubra o cimento certo