Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Muda o perfil dos consumidores de imóveis no Brasil

Mercado da Construção, Mercado Imobiliário 3 de abril de 2008

Jovens de até 30 anos têm sido grande público desse mercado

Adriana Siufi Samaan

Adriana Siufi Samaan

Uma das características mais notáveis nas mudanças do perfil dos consumidores de imóveis é que antes eles aceitavam o que lhe era oferecido, agora, eles ditam as regras e impõem o que realmente desejam comprar. Além disso, o conceito de conforto também mudou. Em cidades como São Paulo, por exemplo, onde o trânsito é constante e abundante, morar perto do trabalho e da escola das crianças é essencial.

De acordo com a profissional de marketing e palestrante, Adriana Siufi, o tema ganhou relevância depois que a sociedade brasileira mudou. “Em nove anos, a intensidade das transformações no comportamento, valores e opiniões da família brasileira mudou de forma significativa”.

O sonho da casa própria, que até meados da década de 90 fazia parte das pessoas acima dos 31 anos, agora já atinge um público mais jovem. Uma pesquisa realizada pela Caixa Econômica Federal mostra que em 2007, o público de até 30 anos respondia por 36% dos contratos de créditos imobiliários.

Isso acontece porque as pessoas de uma maneira geral ingressam cada vez mais cedo no mercado de trabalho e, com isso, podem planejar melhor os orçamentos de longo prazo. Além disso, muitos fazem a primeira compra ainda morando com os pais, enquanto ainda não possuem despesas altas.

A maioria dos jovens de classe média atuantes nesse mercado já possui renda própria, estão acostumados com o uso da tecnologia e aplicam parte de sua renda em fundos de ações, bolsa de valores e no mercado imobiliário. Geralmente são solteiros e não possuem filhos.

Mais informações sobre o novo perfil do consumidor:

· 3,8 é o número médio de pessoas por casa;

· 2,7 é a quantidade média de filhos por família;

· 27% dos casais estão juntos há mais de dez anos e menos de 20 anos;

· 91% são casados e tem filhos, possuindo uma renda de até 10 salários mínimos;

· 17% dos solteiros já se casaram ou viveram com alguém como se fossem casados;

· 78% consideram importante a proximidade com os pais;

· 67% consideram importante a proximidade com os irmãos.

Fonte: Pesquisa Datafolha de 2007.

Adriana afirma que essa mudança tem acontecido em todo o Brasil, porém, com mais força nas regiões sul e sudeste. Além disso, o ingresso da mulher no mercado de trabalho também contribuiu para a formação dessas novas características dos consumidores de imóveis.

Cresce participação da mulher no mercado imobiliário

A atuação da mulher no mercado de trabalho e sua independência financeira e amorosa são alguns dos fatores contribuintes para que sua participação no mercado imobiliário também esteja crescendo.

Uma pesquisa realizada pela Caixa Econômica Federal revelou que desde 2000 o público feminino, principalmente com renda até três salários mínimos, tem tido bastante representatividade na compra de imóveis financiados.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Programa de Administração do Varejo (Provar) reforçam a pesquisa e mostram que as mulheres decidem a grande maioria das compras.

Curitiba no mercado imobiliário

Curitiba tem participado ativamente desse crescimento no mercado imobiliário desde 2005 e se prepara para viver um dos seus melhores anos em 2008. “O setor da construção civil está diante de um cenário de grandes transformações, traduzidas pela entrada de empresas de outros estados, turbinadas por capital estrangeiro, além das inéditas políticas de crédito imobiliário lançadas pelo governo, o que com certeza cria terreno fértil para a aquisição de um imóvel”, explica Adriana.

Provando que realmente está com grande atuação nesse mercado, foi realizada no Sinduscon-PR de Curitiba, em fevereiro deste ano, uma palestra sobre o “Novo Perfil do Consumidor de Imóveis no Brasil”, com a profissional de marketing, Adriana Siufi. O evento promovido pelo projeto Construindo Futuro, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), reuniu vários profissionais da área e interessados pelo assunto.

Imóveis mais procurados

De acordo com a palestrante, os imóveis mais procurados atualmente são os apartamentos compactos de dois e três dormitórios, com ambientes integrados, cozinha americana e uma suíte.

Os apartamentos mais valorizados pelos compradores são os com espaços inteligentes, com bastante iluminação, acabamento cuidadoso e boa liquidez. “Nestes casos, boa localização, baixo condomínio, fachadas atraentes e vaga na garagem, ajudam a fechar a conta do imóvel”, garante.

Adriana Siufi Samaan – Graduada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-SP). Gerencia e coordena campanhas estratégicas de comunicação e marketing para construtoras e incorporadoras. Cria canais de relacionamento e atendimento ao cliente, ações promocionais e campanhas de comunicação. Participa de todos os processos de estruturação comercial, de marketing e atendimento da empresa, desde o pré-lançamento até a pós-venda. Realiza consultoria em Planejamento, Pesquisa e Marketing para Imobiliárias, construtoras e incorporadoras.

Referência:
Créditos: Adriana Siufi Samaan*



Tags:
Leia também: