Kit de obras atende construtoras de pequeno porte

Balde para carregar concreto: mais ergonomia para uso no dia a dia

Kit de obras atende construtoras de pequeno porte

Kit de obras atende construtoras de pequeno porte 801 769 Cimento Itambé

Fabricantes de equipamentos priorizam empresas que atuam em microempreendimentos e lançam amplo portfólio de produtos a esse mercado

Por: Altair Santos

A construção civil leve, que engloba construtoras de pequeno porte e construtores autônomos, é um nicho cada vez mais explorado pelos fabricantes de equipamentos voltados ao setor. De balde metálico para concreto à minibetoneiras, esses produtos apostam no ganho de produtividade para conquistar mercado. Os fabricantes garantem que uma obra pode avançar até 30% em seu cronograma com o uso de máquinas voltadas para o pequeno construtor.

Balde para carregar concreto: mais ergonomia para uso no dia a dia

Segundo o gerente de marketing da CSM, Alexsandro Possani, além de gerar ganho de produtividade, os equipamentos melhoram a segurança nos canteiros de obras. “Os dispositivos que protegem o trabalhador são prioridade nestes produtos. Dessa forma, evita-se a exposição do operador a riscos de acidente”, afirma.

Os produtos são abrangentes e também ergonômicos. Há carrinhos apropriados para transportar betoneiras de até 400 litros e também veículos para facilitar a mobilidade de materiais no canteiro de obras, como as giricas. O equipamento é ideal para o transporte de concreto, argamassa e entulho. O que o diferencia de um carrinho de mão é que ele vem com sistema de içamento (por cabo basculante) para elevação por meio de guinchos de coluna ou guinchos de elevação com tripé.

Recicladores portáteis

Padiolas, caixas metálicas para massa e balde para concreto também se modernizaram para atender o mercado das pequenas construtoras. No caso das padiolas, a capacidade máxima vai de 36 quilos a 70 quilos. Independentemente do tamanho, esse é um equipamento de transporte que requer duas pessoas para carregá-lo. Além de facilitar o transporte de agregados, como pedra, areia e brita, a padiola é essencial para a medição de materiais e para determinar o traço do concreto. Já as caixas metálicas agora são fabricadas em aço e podem comportar volumes menores. Esse equipamento é bem útil em pequenas reformas, assim como o balde metálico. Com design novo, ele ganhou alça lateral para facilitar o manuseio. O acessório também vem com marcas para medir os materiais a serem aplicados em pequenas obras e reformas residenciais.

Até recicladores portáteis estão se incorporando aos equipamentos voltados para os pequenos construtores.Eles permitem a transformação de resíduos sólidos da construção, resultado de reformas e demolições, em agregados para projetos de calçadas e muros. Também servem como trituradores para que os entulhos sejam ensacados. Há municípios que permitem que os rejeitos de pequenas obras sejam acondicionados em sacos que comportam até 50 quilos. Assim, eles podem ser transportados pela coleta convencional (caminhões de lixo). Esse material não pode superar 1 m³. A cidade de São Paulo adotou essa flexibilidade. Já os trituradores portáteis disponíveis no mercado podem processar até 2 m³ por hora.

Entrevistado
Alexsandro Possani, especialista em administração de marketing e gerente de marketing da CSM

Contato: marketing@csm.ind.br

Créditos Fotos: Divulgação/CSM

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil