Imóveis coloridos e texturizados: sinal de arte ou infiltração?

Imóveis coloridos e texturizados: sinal de arte ou infiltração?

Imóveis coloridos e texturizados: sinal de arte ou infiltração? 150 150 Cimento Itambé

No mês de janeiro, é comum ocorrerem chuvas intensas de verão. Com elas, podem surgir ou se agravarem manchas, bolhas e fissuras, no térreo e/ou subsolos das edificações. Nestes casos, há possibilidade da impermeabilização do local ser ineficaz ou inexistente

Créditos: Engª. Naguisa Tokudome – Assessora Técnico Comercial Itambé

Imagem de infiltração

Imagem de infiltração

A causa destas patologias é conhecida como infiltração, ou seja, a penetração da água nas estruturas através de fissuras ou poros do material. Estruturas de concreto e alvenarias com deficiência de impermeabilização, em contato direto com o solo, absorvem a sua umidade. Provocam o surgimento de manchas indesejáveis, bolhas nas pinturas, deterioração ou até inundações nas áreas do subsolo.

Através dos ciclos de umedecimento e secagem em conjunto com as movimentações térmicas, causam o aparecimento de fissuras que comprometem e danificam as estruturas ao longo do tempo. Estas aberturas, facilitam a entrada de água e acentuam as movimentações. A conseqüência é o surgimento de novas fissuras.

De acordo com o IBI (Instituto Brasileiro de Impermeabilização), quando a impermeabilização é realizada no início da obra, de forma correta, com produtos e serviços adequados, o custo desta etapa da obra, representa em média, 2% do valor total da construção. Por outro lado, quando executado após o término da edificação, este número aumenta para aproximadamente 10%.

A recomendação do IBI é que o projeto de impermeabilização seja planejado juntamente com o projeto arquitetônico, estrutural, hidráulico e elétrico. Seguem algumas sugestões:

– Projeto:
· Contratar um especialista para projeto de impermeabilização;
· Compatibilizar todos os projetos;
· Observar se os materiais especificados atendem às normas;
· Consultar normas pertinentes
– NBR 9574: Execução de impermeabilização;
– NBR 9575: Impermeabilização – Seleção e projeto.

– Fornecedor:
· Certificar que a empresa possui um responsável técnico;
· Solicitar referência de outras obras e a explicitação de todos os serviços e as respectivas garantias;
· Pedir ao fabricante o catálogo técnico e a indicação de instaladores;
· Consultar se o fabricante oferece suporte técnico sem custo extra;

– Contratar um prestador de serviço com boas recomendações.

Nos casos onde a infiltração já está presente, o mercado oferece algumas soluções para eliminar a patologia.

– Remover o solo em contato com a estrutura, aplicar sistema de mantas (asfáltica, pvc, geomembrana, etc), impermeabilizar e verificar se a drenagem está adequada;

– Uma outra sugestão é aplicar revestimento interno com aditivo hidrofugante. Este produto cria um efeito repelente na superfície desejada sem obstruir a passagem de ar nos poros microscópicos dos revestimentos (sistema de respiração);

– Ou ainda colmatar os poros com silicatos. O desempenho desta, dependerá do tipo da base (alvenaria, argamassa, concreto, etc) e da qualidade da execução do tratamento. Este impermeabilizante age pelo processo de cristalização e bloqueia/sela os poros da estrutura.

Os problemas causados pela infiltração não são apenas estruturais. Eles reduzem a vida útil do imóvel, desvalorizam o patrimônio e tornam o ambiente insalubre.

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330 – Tempestade Comunicação

26 de janeiro de 2009

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil