Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Gerenciamento de betoneira reduz perda de materiais

Gestão, Gestão de Obras, Mercado da Construção 26 de março de 2014

Equipamento rastreia todo o ciclo do concreto, enquanto ele estiver em transporte, e garante qualidade do produto, além da redução de custo

Por: Altair Santos

O Brasil tem atualmente cerca de nove mil caminhões betoneira circulando diariamente pelo país. Muitos desses equipamentos percorrem mais de uma obra ao longo do dia, o que torna fundamental dar atenção à produtividade. Foi pensando nisso que um grupo de empreendedores desenvolveu um rastreador que, ao mesmo tempo em que planeja a entrega, transmite dados em tempo real dos caminhões.

Sanito de Andrade Cruz Júnior, da Link Monitoramento: rastreador conta até os giros dados pelo balão da betoneira

O aparelho utiliza tecnologias GPS, GPRS e GSM e fornece informações sobre a entrega e a qualidade do concreto, consumo de combustível e prazos de manutenção do veículo. Em média, permite reduzir em até 7% o consumo do diesel e em 10% as horas extras do operador da betoneira.”O sistema elimina o telefone para verificar se o motorista já descarregou ou se está voltando para o pátio. O processo dá agilidade e garante um produto com maior qualidade”, explica Sanito de Andrade Cruz Júnior, diretor da Link Monitoramento.

O equipamento rastreia todo o ciclo de transporte do concreto, desde a saída do caminhão até o seu retorno. “É possível rastrear os pontos exatos. Desde onde houve o descarregamento, até se o caminhão ficou todo o percurso com o balão girando lentamente, o que garante a qualidade do produto até o momento da entrega”, diz Sanito Júnior.

O empreendedor assegura que as empresas que já utilizam o aparelho em suas betoneiras tiveram os seguintes ganhos: aumento de produtividade por caminhão, diminuição no tempo médio da entrega e redução nas taxas de manutenção dos veículos. “Apenas estes três itens já pagam o investimento feito no sistema de rastreamento. Além disso, a empresa ganha também com o aumento do profissionalismo de toda a equipe, desde o encarregado de pátio ao motorista”, completa.

A tecnologia do rastreador é mista, pois utiliza componentes importados, mas a concepção do sistema é 100% nacional. “A Link Equipamentos desenvolveu o software e o conceito do serviço. Em conjunto com parcerias, implementa o sistema nos hardwares”, afirma Sanito Júnior, para quem o equipamento também traz ganhos no quesito mão de obra, ou seja, ajuda a reduzir a carga horária de quem opera a betoneira. “Ele aumenta a eficiência do processo. Nosso colaborador consegue antecipar de maneira organizada o momento em que a próxima carga deve ficar pronta”, revela.

No limite
As betoneiras requerem mais manutenção do que outros veículos. Os motores trabalham quase no limite o tempo todo, sem contar que são veículos que, normalmente, trafegam em perímetro urbano. O rastreador ajuda a minimizar essas condições adversas. “São vários pontos que contribuem para uma menor manutenção. Por exemplo: uma betoneira não pode sair carregada da concreteira e ficar com o balão sem bater. Quando o motorista desliga o caminhão, e para o balão carregado, aguardando sua vez para descarregar em uma obra, no momento em que ele religar a betoneira, e o caminhão voltar a girar, pode ocasionar a quebra do redutor, entre outros desgastes mecânicos do veículo. Além disso, algumas betoneiras têm agregado ao sensor de carga e descarga a função de telemetria, ou seja, com o rastreador sabemos também se o operador trocou a marcha no momento certo e se ele não está excedendo as RPM (rotações por minuto) do veículo”, finaliza.

Entrevistado
Sanito de Andrade Cruz Júnior, administrador e diretor da franqueadora Link Monitoramento
Contato: contato@linkmonitoramento.com.br

Crédito Foto: Divulgação/Priscilla Fiedler

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: