Certificação sustentável chega às escolas brasileiras

Guido Petinelli: solução para compensar alto custo com ar-condicionado foi promover “retrofit verde” nas escolas

Certificação sustentável chega às escolas brasileiras

Certificação sustentável chega às escolas brasileiras 1024 683 Cimento Itambé

Selo LEED Schools, da Green Building Council, além de minimizar consumo de água e de energia elétrica, melhora rendimento dos alunos

Por: Altair Santos
Guido Petinelli, sócio-diretor da Petinelli: instituições de ensino enfrentavam reclamações dos alunos, por causa do calor nas salas de aula

Guido Petinelli, sócio-diretor da Petinelli: instituições de ensino enfrentavam reclamações dos alunos, por causa do calor nas salas de aula

A Escola Estadual Erich Walter Heine, na cidade do Rio de Janeiro, é a primeira da América Latina a receber a certificação LEED Schools, da Green Building Council. Exemplo bem-sucedido em economia de gastos com água e energia elétrica, e em melhoria de rendimento dos alunos, o colégio estimulou outros a seguir o mesmo caminho. É o caso do Colégio Santa Cruz, na cidade de São Paulo, e o Colégio Israelita Brasileiro, em Porto Alegre-RS. Em comum, estas instituições de ensino enfrentavam reclamação dos alunos, por causa do calor nas salas de aula, e alto custo com ar-condicionado. A solução foi promover “retrofit verde” nos prédios.

Na escola Erich Walter Heine, as iniciativas geraram uma redução mensal de R$ 4.000,00 para R$ 1.600,00 na conta de água, e de R$ 4.500,00 para R$ 1.800,00 na de luz. O prédio hoje conta com lâmpadas de led, que apagam assim que as salas são liberadas, e faz a reutilização da água da chuva para uso em banheiros, hortas e jardins. A edificação também ganhou um telhado verde para minimizar o calor e os custos com ar-condicionado. Foram investidos R$ 16 milhões nas reformas, todas elas seguindo os conceitos da certificação LEED Schools. Ao todo, houve a adoção de mais de 50 procedimentos para melhorar o aproveitamento dos recursos naturais e tornar a escola uma construção sustentável.

A readequação do prédio teve reflexo no desempenho dos alunos. O colégio aparece atualmente com a segunda melhor média de notas no ranking de escolas estaduais do Rio de Janeiro. O rendimento dos alunos também melhorou após o retrofit realizado no colégio Santa Cruz, na cidade de São Paulo. A escola adotou telhados verdes com a intenção de levar conforto térmico às salas de aula e adotou o reaproveitamento da água da chuva para fins não potáveis.

Maior telhado verde de Porto Alegre

Guido Petinelli: solução para compensar alto custo com ar-condicionado foi promover “retrofit verde” nas escolas

Guido Petinelli: solução para compensar alto custo com ar-condicionado foi promover “retrofit verde” nas escolas

No Colégio Israelita Brasileiro, na capital gaúcha, o que incomodava os alunos era o calor nas salas de aula. Os prédios antigos, alguns com mais de 40 anos, tinham pouca ventilação e as esquadrias das janelas não favoreciam a luz natural. “A direção da escola pretendia instalar sistema de ar-condicionado em toda a escola, mas o custo seria muito elevado. Adotando padrões de construção sustentável, o orçamento caiu praticamente pela metade”, disse Guido Petinelli, que atuou no retrofit do colégio de Porto Alegre e relatou o case no Congresso de Inovação Tecnológica (Cintec 2015), realizado recentemente em Joinville-SC.
O que transformou o ambiente nas salas de aula do Colégio Israelita Brasileiro foram as reformas nas esquadrias e o uso de vidros duplos. Essas medidas permitiram a instalação de um sistema de ar-condicionado que consome bem menos energia, e que economizou R$ 150 mil no orçamento da reforma. “Essa economia possibilitou a instalação de um telhado verde, que hoje é o maior da cidade de Porto Alegre”, relata Guido Petinelli . Atualmente, as salas de aula da escola da capital gaúcha têm temperatura média anual que varia de 24 °C a 26 °C, independentemente da estação do ano. Além disso, o desempenho dos alunos melhorou, em média, 40%.

Entrevistado
Arquiteto Guido Petinelli, sócio-diretor da Petinelli, empresa de engenharia e consultoria em construção sustentável e certificação LEED, com escritórios em Curitiba-PR e Porto Alegre-RS

Contato: guido@petinelli.com

Créditos Fotos: Divulgação/Cintec-Intercon 2015

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil