Aliando produtividade à boa saúde

Aliando produtividade à boa saúde

Aliando produtividade à boa saúde 150 150 Cimento Itambé

Estatísticas apontam: profissionais que dedicam alguns minutos do dia para exercícios físicos no ambiente de trabalho melhoram a produtividade e descartam chances de futuras doenças

Ana Beatriz de Oliveira

“Se por um lado a medicina vem avançando nos últimos anos em diagnósticos, a saúde da população brasileira não”, é o que diz a fisioterapeuta, doutora em ergonomia da Universidade de São Carlos, em São Paulo, Ana Beatriz de Oliveira. Estatísticas recentes mostram que aumentou o número de pessoas no Brasil com problemas de coluna e, na maioria dos casos entre pessoas de 25 a 40 anos, decorrentes da falta de exercícios físicos. “O trabalho em excesso, numa só posição, cansa os músculos e pode provocar as mialgias, dores nos músculos do corpo”, explica Ana Beatriz.

No Brasil, os homens são os que menos adotam exercícios terapêuticos no trabalho. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina, 70% do público que segue a medicina complementar é formado por mulheres.

Segundo a doutora da Universidade de São Carlos existe uma série de exercícios simples que pode ser feita no próprio ambiente de trabalho de forma rápida, em pequenas pausas. As recomendações valem para profissionais que trabalham em escritórios e que passam muito tempo sentados.

Deixar alguns objetos, como impressoras e pastas com documentos, longe da mesa de trabalho é uma dica para que o profissional levante e caminhe um pouco. A doutora acredita que o ideal é fazer esse exercício a cada uma hora. “Ao levantar o profissional pode alongar o pescoço mexendo a cabeça para cima e para baixo e movimentar os ombros, isso já vai proporcionar uma sensação de relaxamento e na hora em que a pessoa voltar ao trabalho se sentirá bem melhor”, revela.

A respiração como boa aliada

“O profissional que trabalha em escritórios acaba depositando todo o estresse do dia a dia na região dos ombros, por isso as dores são comuns nessa região e, neste caso, o que deve ser feito é controlar a respiração”, diz a fisioterapeuta. Respirar melhor ajuda a aliviar as tensões. “Ao inspirar e expirar o abdômen é contraído, fortalecendo a musculatura da barriga”, explica. Outra dica importante e que traz benefícios é respirar profundamente, várias vezes ao dia.

Ambiente adequado

No ambiente de trabalho o profissional pode adequar a terapia ao espaço físico para se exercitar. “Como, por exemplo, alongando os pés, levantando o calcanhar e contraindo as panturrilhas. Isso pode ser feito várias vezes ao dia e vai auxiliar a circulação sanguínea e acelerar os batimentos do coração por alguns minutos, o que é ótimo para quem passa muito tempo sentado”, destaca Ana Beatriz.

Para evitar as mialgias, a fisioterapeuta acrescenta que todo profissional deve sentar-se encostado na cadeira com um ângulo de 100°, isso significa que a pessoa deve estar um pouco inclinada para trás, apoiando a região lombar na cadeira e aliviando a dos ombros. “Todas essas medidas são simples e podem ser adotadas em qualquer ambiente de escritório com facilidade”, recomenda.

As pernas e os pés devem formar um ângulo de 90° e os pés devem estar sempre em contato com o chão. Para os profissionais que trabalham sentados usando o computador o ideal é ter um apoio para as mãos ao utilizar o teclado, que preferencialmente, não deve ficar muito afastado do corpo. O centro da tela do computador deve estar alinhado à altura dos olhos do profissional. E, quanto aos braços, o mais adequado é deixá-los na posição semi-refletida, ou seja, nem muito esticados e nem totalmente dobrados. “Isso tudo evita futuras lesões nas articulações, como tendinite e bursite”, explica a doutora.

“O que os profissionais precisam saber é que se esses exercícios terapêuticos forem seguidos, diariamente, a resistência física melhora consideravelmente”, complementa Ana Beatriz.

A prática de pequenos exercícios ao longo do dia pode evitar mialgias e futuras doenças na coluna.

Currículo
– Graduação em Fisioterapia pela Universidade Federal de São Carlos
– Doutorado em Fisioterapia, na área de Fisioterapia Preventiva/Ergonomia pela Universidade Federal de São Carlos
– Aprimoramento em Segurança e Saúde Ocupacional pelo Instituto Sueco de Vida no Trabalho (Arbetslivsinstitutet)
– Professora do Departamento de Fisioterapia e do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da Universidade Federal de São Carlos
– Atuação na área de biomecânica ocupacional, saúde e segurança ocupacional e prevenção de lesão musculoesquelética
E-mail: biaoliveira@gmail.com

Vogg Branded Content – Jornalista responsável Vanessa Bordin MTB 00779

6 de maio de 2010

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil