Construtoras que atuam no segmento de baixa renda foram as que mais cresceram no ranking