Letras gigantes de concreto: mais que realçar quem é o dono do estádio, elas estão ali para carros e caminhões-bomba