Condomínios industriais impulsionam pré-fabricados

Condomínios industriais impulsionam pré-fabricados

Condomínios industriais impulsionam pré-fabricados 150 150 Cimento Itambé

Entre as empresas especialistas neste tipo de empreendimento, a Perville constrói em Joinville o maior complexo multissetorial do Brasil

Por: Altair Santos

O setor de condomínios industriais atrai cada vez mais investidores e construtoras. O entorno do Rodoanel, em São Paulo, por exemplo, praticamente não tem mais vacância de terrenos para esse tipo de empreendimento. Segundo Inácio Rodrigo de Castro, da Catena & Castro Real Estate – empresa especializada em condomínios industriais -, a logística é que determina o sucesso dessas construções. “É necessário analisar os planos de desenvolvimento futuro de cada região. Isso inclui anéis viários de ligação, acessos práticos às principais rodovias em relação à capacidade de carga de estradas secundárias, praticidade de locomoção de funcionários das empresas que estarão locadas no condomínio e a infraestrutura local, principalmente fornecimento de energia e de água”, alerta.

Fabiano André Daltoé, engenheiro da Perville: especialista em construção industrial pré-fabricada.

O negócio de condomínios industriais também se transformou no predileto de investidores internacionais. “A participação deles, seja como pessoa física ou através de fundos de investimento, está diretamente relacionado ao sucesso desse empreendimento no Brasil”, revela Inácio Rodrigo de Castro. Por isso, construtoras e incorporadoras estão se especializando no modelo de construção. A Cyrela planeja, até 2014, investir US$ 300 milhões (R$ 525 milhões) em projetos de condomínios industriais. Outra construtora que investe maciçamente no setor é a Perville, que pertence ao grupo Perini. A empresa constrói no parque industrial de Joinville, em Santa Catarina, o maior condomínio multissetorial do país. Trata-se do Perini Business Park.

O complexo já conta com 244.000 m² de área construída, em um terreno de 2.800.000 m². Quando concluído, chegará a aproximadamente 550.000 m². Hoje já é o maior condomínio multissetorial do Brasil. “Desde 1999 trabalhamos na implantação deste condomínio industrial, que já conta com empresas nacionais e estrangeiras integradas ao empreendimento”, explica Fabiano André Daltoé, engenheiro de vendas da Perville, cujo know how é a construção industrial pré-fabricada, aplicada ao conceito construtivo do condomínio industrial. “Desenvolvemos um sistema construtivo próprio, tratado conceitualmente como Sistema Perville”, completa Fabiano.

De acordo com o engenheiro da Perville, as vantagens do modelo construtivo são as seguintes: painéis de fechamento fabricados com isolamento e acabamento granilhado, coleta e condução de águas pluviais embutidas nas peças pré-fabricadas, assim como a infraestrutura de aterramento. Além disso, todos os elementos são pré-fabricados, desde a fundação à cobertura, com o uso de protensão em algumas peças para melhorar seu desempenho. “Toda nossa produção é realizada em uma fábrica com capacidade de produção anual de 12 mil m³ de concreto. Destacamos que o fator principal não é a quantidade, mas a qualidade, a alta produtividade e a expertise de mercado”, comenta Fabiano André Daltoé.

Perini Business Park: quando concluído, chegará a 550.000 m² de área construída.

O interesse cada vez maior pela construção de condomínios industriais tornou-se um impulso para o consumo de pré-fabricados. No caso da Perville, entre 1999 e 2011, quase 75% da produção pré-fabricada da empresa foi direcionada para o empreendimento multissetorial em Joinville.  “Utilizamos no condomínio 67.097 m³ dos 90.462 m³ produzidos pela Perville neste período”, enumera Fabiano André Daltoé. “Não só por causa dos condomínios industriais, mas estamos em um momento muito importante para a construção pré-fabricada. Ela vem atendendo demandas dos investimentos público e privado seja em obras do setor industrial, comercial ou de eventos. Isto vai trazer à tona conceitos de excelência e sustentabilidade que ditarão os rumos do setor construtivo nos próximos anos. Apostamos nisso e estamos preparados para suprir as expectativas e nos posicionar no mercado”, completa o engenheiro.

 

 

Entrevistados
– Fabiano André Daltoé, engenheiro de vendas da Perville
– Inácio Rodrigo de Castro, gestor de investimentos sênior e CEO da Catena & Castro Real Estate
Currículos

– Fabiano André Daltoé é engenheiro civil graduado pela UDESC (Universidade do Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina) com pós-graduação em gestão de negócios na Construção Civil (MBA pela FGV)
– Inácio Rodrigo de Castro tem MBA em real estate e desenvolve operações de private equity, build to suit e sale-leaseback, envolvendo estratégia e administração geral
– Tem experiência em estruturação e gestão de produtos financeiros e áreas de negócios no Brasil e América Latina
– É especializado em vendas corporativas, envolvendo imóveis comerciais e industriais e mercados de capitais.
Contatos: comercial@perville.com.br / rodrigocastro@catenaecastro.com.br

Créditos foto: Divulgação / Perville / Catena & Castro

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil