Amigo do concreto, Lerner faz 50 anos de arquitetura

Jaime Lerner: engenheiro, arquiteto e urbanista, ele usa de forma sutil o concreto e as estruturas mistas

Amigo do concreto, Lerner faz 50 anos de arquitetura

Amigo do concreto, Lerner faz 50 anos de arquitetura 671 695 Cimento Itambé

Exposição revela várias fases de seu legado: do projeto de uma casa, passando pelo urbanismo de Curitiba, até a idealização de um bairro sustentável

Por: Altair Santos

Engenheiro civil e arquiteto, Jaime Lerner notabilizou-se como urbanista. Principalmente pelas inovações que implantou em Curitiba, quando foi prefeito da cidade por três vezes (1971-1974, 1979-1982 e 1989-1992). Isso permitiu que sua aura pública de arquiteto sobrepusesse à de engenheiro, sem, no entanto, omitir que seu grande legado tem pés bem fincados na engenharia civil. É o que se constata na exposição “Das Vozes da Cidade”, que homenageia os 50 anos de arquitetura e urbanismo de Lerner. Ela mostra desde seu envolvimento com o retrofit, quando em 1971 transformou um antigo depósito de armamentos do exército no Teatro Paiol, até os seus mais recentes projetos, como o bairro sustentável Quartier, na cidade de Pelotas-RS. Em todas as obras, há uma marca: a sutileza com que Jaime Lerner explora o concreto em seus conceitos arquitetônicos.

Jaime Lerner: engenheiro, arquiteto e urbanista, ele usa de forma sutil o concreto e as estruturas mistas

Um exemplo clássico está na própria casa que ele projetou para morar com a família. Construída em 1963, a residência erguida no bairro Cabral, em Curitiba, caracteriza-se pelo emprego do concreto aparente, tanto na construção como no mobiliário. Além do material construtivo, destaca-se no projeto a utilização do teto-jardim – elemento pouco usual para obras dos anos 1960, mas hoje amplamente aplicado na arquitetura contemporânea. De tão inovadores, a arquitetura e os sistemas construtivos usados na casa tornaram-se alvo de estudo da pesquisadora Juliana Harumi Suzuki, que escreveu o trabalho “Um Conceito em Concreto: Residência Jaime Lerner em Curitiba”. A análise foi divulgada pela DOCOMOMO – organização não-governamental presente em mais de 40 países e sediada em Barcelona. Atualmente, a casa abriga a sede da Jaime Lerner Arquitetos Associados e do Instituto Jaime Lerner.

Escola francesa
No estudo, Juliana Harumi Suzuki revela que Jaime Lerner inspira-se na escola francesa de arquitetura, que se notabilizou principalmente pelo uso do concreto aparente e que também influenciou Oscar Niemeyer. Lerner, após concluir os estudos na Universidade Federal do Paraná (UFPR) morou um período em Paris e hospedou-se na Casa do Brasil – um marco da arquitetura na capital francesa e que, desde 1985, está tombado como monumento histórico francês. Lá, desenvolveu conceitos que preserva até hoje, como é possível ver em um de seus mais recentes projetos: o bairro sustentável Quartier. Planejada para receber 10 mil moradores, a área residencial terá 3 mil unidades habitacionais e irá explorar o concreto aparente e também o pavimento em concreto. Por dois motivos: a permeabilidade e a cor clara do material, que, respectivamente, ajudam na absorção da água da chuva pelo solo e reduzem a sensação de calor.

A relação de Jaime Lerner com o concreto, e também com as estruturas mistas (aço e concreto), está bem evidente na exposição “Das Vozes da Cidade”, que pode ser visitada até dia 15 de março de 2015, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. Vídeos e áudios com a voz do engenheiro, arquiteto e urbanista explicam o porquê de seus trabalhos. “Tem uma linha do tempo que identifica programas, projetos e realizações, enquanto arquiteto e urbanista, e em parceria com demais profissionais”, revela Sandra Fogagnoli, coordenadora de planejamento cultural do Museu Oscar Niemeyer (MON). A mostra foi organizada pela curadora Valéria Bechara, reunindo desenhos, fotos, vídeos, depoimentos, croquis e maquetes.

Serviço da exposição “Das Vozes da Cidade”
Data: até 15 de março de 2015
Horário: 10h às 18h
Endereço: rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico, Curitiba – PR

Mais informações
www.museuoscarniemeyer.org.br
twitter.com/monmuseu
www.facebook.com/monmuseu

Entrevistados
Museu Oscar Niemeyer
Sandra Fogagnoli, coordenadora de planejamento cultural do Museu Oscar Niemeyer (MON)
DOCOMOMO Brasil
Instituto Jaime Lerner

Contatos
imprensa@mon.org.br
docomomo.brasil@gmail.com
contato@jaimelerner.com

Crédito foto: Divulgação/MON

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil