Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Abramat prepara entrada de novos produtos no mercado

Área Técnica, Gestão, Gestão de Obras, Mercado da Construção, Normas 13 de março de 2014

Para associação, Norma de Desempenho combate concorrência predatória e permite que indústria coloque materiais inovadores no mercado nacional

Por: Altair Santos

O presidente da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) Walter Cover anuncia que as empresas do setor vão começar a preparar uma série de produtos inovadores para lançar no mercado entre 2014 e 2015. O que motiva o segmento é a Norma de Desempenho (ABNT NBR 15575:2013 – Edificações Habitacionais – Desempenho).  “A norma tende a banir produtos em não-conformidade, reduzindo a concorrência predatória e permitindo que a indústria coloque no mercado produtos que antes não chegavam ao consumidor, principalmente por que não conseguiam competir em preço”, afirma.

Walter Cover: equipamentos que vêm de fora terão que comprovar cumprimento das normas brasileiras

Walter Cover comenta que a NBR 15575 dá maior instrumentalização para que o Código de Defesa do Consumidor possa agir contra produtos internacionais e nacionais não adequados. “Até o rastreamento do problema fica mais fácil com a norma. Os fornecedores internacionais terão que comprovar o desempenho dos produtos baseados nas normas brasileiras ou nas normas internacionais compatíveis com a Norma de Desempenho. Além disso, deverão trazer em suas embalagens tempo de vida útil, cuidados no uso e como fazer a manutenção”, completa.

O presidente da Abramat admite, no entanto, que para colocar produtos inovadores e, ao mesmo tempo, com maior qualidade no mercado, será preciso investir em pesquisa. “É necessário intensificar ensaios de comportamento e de uso, através de investimento em laboratórios e também em inovação. Há no Brasil uma escassez de laboratórios que façam teste de segurança do fogo e ensaios de acústica. Além disso, não dispomos de métodos que permitam precisar sistemas formados por diferentes componentes. No caso de uma esquadria, por exemplo, que é feita de aço, vidro e plástico, teremos que aprimorar os ensaios para ver como se comporta a vida útil deste conjunto”, diz.

Cover destaca ainda que a Norma de Desempenho obrigará a Abramat a promover uma campanha de orientação junto a seus associados, para que eles capacitem melhor a mão de obra – tanto a que produz quanto a que vende. “A norma vai obrigar o setor a subir a régua. É possível que isso resulte em um repasse de custo, ainda não sabemos, mas o importante é que haverá evolução. Acho que a empresa que souber usar a Norma de Desempenho como instrumento de marketing, para valorizar seus produtos e sua marca, sairá na frente”, finaliza.

As declarações de Walter Cover ocorrem durante o seminário Impactos da Norma de Desempenho, que aconteceu dias 17 e 18 de fevereiro de 2014, em São Paulo-SP. O evento foi promovido pelo SindusCon, em conjunto com o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) e outros organismos ligados à indústria da construção civil.

Clique aqui para conferir a apresentação do presidente da Abramat no seminário Impactos de Norma de Desempenho.

Entrevistado
Walter Cover, presidente da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção)
Contato: abramat@abramat.org.br

Crédito Foto: Divulgação/Cia. Cimento Itambé

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: