Versão 4 da certificação LEED prioriza fabricantes

Nos EUA já existem obras construídas com base na versão 4.0 da LEED: maior exigência com materiais usados na construção

Versão 4 da certificação LEED prioriza fabricantes

Versão 4 da certificação LEED prioriza fabricantes 901 607 Cimento Itambé

No país, documento será lançado na 6ª edição da Greenbuilding Brasil, em agosto. Desafio é equilibrar rigor técnico com expectativa do mercado

Por: Altair Santos

Agendada para acontecer de 11 a 13 de agosto de 2015, em São Paulo, a 6ª conferência anual do Greenbuilding Brasil marcará o lançamento da versão 4.0 da certificação LEED (sigla em inglês para Liderança em Energia e Design Ambiental) no país. O novo modelo é uma evolução do que está em vigor desde 2009. Seu lançamento internacional se deu no final de 2013 e nos Estados Unidos já existem construções dentro dos parâmetros da 4.0.

Nos EUA já existem obras construídas com base na versão 4.0 da LEED: maior exigência com materiais usados na construção

Nos EUA já existem obras construídas com base na versão 4.0 da LEED: maior exigência com materiais usados na construção

A versão ganhou atualizações técnicas e aumentou as exigências para que os empreendimentos ganhem o selo de obra sustentável. Agora, a certificação preocupa-se detalhadamente com os materiais. Passou a exigir, por exemplo, análises do ciclo de vida (ACV), divulgação da composição dos produtos utilizados na edificação e identificação de compostos químicos tóxicos nos produtos aplicados na obra.

Na 6ª conferência, um dos seminários previstos é: LEED versão 4, nossos fabricantes estão preparados? O objetivo é que especialistas do Green Building que atuam no Brasil comecem a balizar os fabricantes para que os produtos passem a carregar o LEED versão 4 em suas embalagens. A implantação da versão 4.0 será gradual, pois o principal receio dos profissionais é que o mercado da construção civil não esteja preparado para acompanhar as novas propostas, principalmente no que tange a tecnologias e produtos necessários para o atendimento dos novos créditos do LEED.

Além disso, a certificação nova é mais abrangente. Não atende apenas edifícios habitacionais e comerciais, mas também data centers, centros de distribuição e edifícios escolares. Ele é também mais exigente para que o edifício construído preserve o selo LEED quando estiver em funcionamento.

Evolução desde 1998
Conceitos como concepção integrada de projeto, compensação de carbono e medição setorizada do consumo de água, além do ciclo de vida de materiais e do empreendimento, passaram a ser levados em conta. Por isso, a GBC Brasil avalia que a versão 4.0 do LEED, além de necessária para que a certificação continue evoluindo no país, traz avanços nos conceitos de desempenho ambiental e nos critérios técnicos.

Para tal, a atualização considerou todas as evoluções tecnológicas e construtivas desde 1998, quando surgiu a certificação LEED. Foram lições aprendidas em milhares de projetos certificados ao redor do mundo, o que serviu para o sistema amadurecer e impulsionar o setor da construção civil na direção da sustentabilidade.
Atualmente, há 18 mil edifícios certificados em todo o mundo e 36 mil em processo de obter o selo verde. No Brasil, apesar do movimento pela construção sustentável ser recente, iniciado em meados de 2006, já são 783 empreendimentos registrados e 115 com LEED.

Resumo das principais mudanças na certificação LEED 4.0
• Exige análise das condições iniciais do terreno, antes do desenvolvimento do projeto
• Requer entorno com boa mobilidade urbana e prioridade ao transporte público
• Obrigatoriedade na redução do consumo de água para paisagismo, ao menos em 30%
• Dispositivos hidrossanitários das edificações devem reduzir consumo de água em pelo menos 20%
• Obrigatoriedade de se desenvolver um plano de gestão de resíduos durante a construção
• Pede análise de ciclo de vida (ACV) dos materiais empregados na obra
• Exige coleta, armazenamento e disposição correta de resíduos perigosos

Entrevistado
Green Building Council Brasil (via assessoria de imprensa)
Contato: marketing@gbcbrasil.org.br

Crédito Foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil