Veja as cidades que mais atraem engenheiros talentosos


Cidades e organizações que investem em talentos geram nuvens de inovações. Crédito: Shutterstock

Veja as cidades que mais atraem engenheiros talentosos

Veja as cidades que mais atraem engenheiros talentosos 500 455 Cimento Itambé

Pesquisa mostra que, no Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília aparecem entre as 100 metrópoles que mais instigam novos profissionais


Cidades e organizações que investem em talentos geram nuvens de inovações. Crédito: Shutterstock

Cidades e organizações que investem em talentos geram nuvens de inovações. Crédito: Shutterstock

Zurique, Estocolmo, Oslo, Copenhague, Helsinki, Washington, Dublin, São Francisco, Paris e Bruxelas são as dez cidades que mais atraem jovens profissionais talentosos, incluindo engenheiros civis. Na América do Sul, a cidade de Buenos Aires se destaca em ofertas de oportunidades para atrair talentos. São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília são as únicas cidades brasileiras elencadas pelo ranking organizado pelo Global Talent Competitiveness Index (GTCI), e aparecem nas posições 61, 74 e 82 entre as 100 cidades que fizeram parte do levantamento. Como país, o Brasil ocupa o 72º lugar.

O ranking aponta as razões que fazem as cidades atraírem mais talentos. Entre elas, estão universidades adaptadas às necessidade do mercado, flexibilidade nas legislações trabalhistas e incentivo à criação de startups. “O fator humano é o recurso mais importante para a competitividade de um país. Por isso, as nações que são líderes mundiais nesse ranking têm sistemas educacionais que se adaptam rapidamente à necessidade do mercado de trabalho. Também oferecem empregos mais flexíveis e legislação que facilita a criação de startups e de novos empreendimentos”, explica a introdução do estudo.

Para o CEO do Grupo Adecco, Alain Dehaze, um dos financiadores da pesquisa, a atração de profissionais talentosos exige que as empresas estejam dispostas a serem ágeis e flexíveis para atender a mudanças rápidas e, geralmente, férteis. “Isso significa rever a verticalização do comando e a hierarquização dos postos para uma estrutura plana e colaborativa. Saem os departamentos estanques e entram as equipes multidisciplinares. Também é preciso que os governos dêem ferramentas para que as empresas tenham segurança jurídica para implantar essas inovações organizacionais, a fim de que possam atrair cérebros”, comenta.

Cinco pontos que resumem como captar cérebros

O relatório do GTCI detectou nas entrevistas que as cidades e as corporações apostam na diversidade de talentos para construir equipes inovadoras e atender às necessidades dos mercados. Por isso, procuram criar ambientes multiculturais, estimulando a migração de cérebros de várias partes do mundo. “Esse é o ambiente que gera eficiência, competitividade e inovação”, define o documento, que detectou cinco pontos que começam a ser consenso entre os governos e as empresas que buscam captar talentos:
  1. Aprender a atrair e aproveitar talentos;
  2. A diversidade de conhecimento, de experiências e de perspectivas é que levam à inovação;
  3. Inclusão e diversidade devem andar de mãos dadas nos projetos inovadores;
  4. Os sistemas educacionais têm uma responsabilidade crucial na construção das novas competências;
  5. A capacidade de alavancar talentos requer liderança ousada e visionária no nível das organizações, das cidades e das nações.

Lançado em 2013, o GTCI é um estudo anual que classifica os países e as principais cidades quanto à sua capacidade de atrair, desenvolver e reter talentos. Criado pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas (INSEAD), o Grupo Adecco e a TATA Communications, a GTCI fornece uma ferramenta de benchmarking para governos, cidades, empresas e organizações sem fins lucrativos, a fim de ajudar a projetar suas estratégias para atrair talentos, superar as incompatibilidades e serem competitivas no mercado global.

Leia a íntegra da pesquisa do Global Talent Competitiveness Index

Entrevistado
Reportagem com base no relatório da Global Talent Competitiveness Index (GTCI)

Contato: fondation@adeccogroup.com

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil