Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Universidade conquista prêmio “Obra do Ano” da ABCIC

Pesquisas, Universidade e Pesquisa 22 de dezembro de 2015

Prédios com quatro, cinco, seis, sete e treze pavimentos consumiram 16.800 m³ de concreto pré-fabricado em todas as suas estruturas

Por: Altair Santos

Em 2015, o prêmio Obra do Ano em Pré-Fabricados de Concreto foi concedido para a Universidade Federal do ABC (UFABC) localizada na cidade de Santo André-SP. A escolha partiu da ABCIC (Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto), que pelo quinto ano seguido realizou a premiação. O que definiu o vencedor foi o volume de concreto e a variedade de elementos empregados no empreendimento. As estruturas consumiram 16.800 m³ de concreto pré-fabricado, distribuídos em vigas e lajes armadas e protendidas, compondo fachadas, peitoris, rampas, lajes, escadas pré-fabricas, pilares moldados “in-loco” e painéis de fechamento pré-fabricados, já com acabamento.

Fachada da Universidade Federal do ABC, em Santo André-SP: volume de concreto e variedade de elementos empregados na obra garantiram premiação

Fachada da Universidade Federal do ABC, em Santo André-SP: volume de concreto e variedade de elementos empregados na obra garantiram premiação

O escritório Aluizio A. M. d’Avila & Associados, responsável pelo projeto estrutural, inscreveu para participar da premiação os projetos dos blocos A e B da UFABC. O primeiro possui área de 54 mil m², e é constituído de quatro pavimentos comuns, que interligam três torres com cinco, seis e sete pavimentos, respectivamente. Já o bloco B é formado por uma torre única, com área de 13.400 m², dividida em treze pavimentos. A obra foi executada pela construtora Augusto Velloso, com projeto arquitetônico de Cláudio Libeskind. A CPI Engenharia foi responsável pelo fornecimento das estruturas pré-fabricadas da obra. Já os painéis de fechamento foram fornecidos pela Stamp.

Brasil lidera setor na América do Sul

Segundo Íria Doniak, presidente-executiva da ABCIC, o prêmio recebeu inscrições dos tipos de construções que atualmente mais consomem elementos pré-fabricados no país: centros de logística, shopping centers, infraestrutura rodoviária, deck parking, habitacional e indústria, além de áreas em que o setor de pré-fabricado de concreto está começando a atuar, como infraestrutura energética e mineração. “Isso ressalta que esse tipo da solução de engenharia vem avançando em outros nichos de mercado, diversificando ainda mais sua atuação”, afirma Íria, destacando que, apesar da crise, o Brasil ainda segue como o líder da América da Sul no emprego da construção industrializada, seguido do Chile.

Área interna da UFABC: obra foi 100% construída com pré-fabricados de concreto

Área interna da UFABC: obra foi 100% construída com pré-fabricados de concreto

No prêmio Obra do Ano da ABCIC, a comissão julgadora optou por destacar dois outros empreendimentos, concedendo o prêmio Destaque do Júri: a torre eólica da WEG Energia, em Tubarão-SC, na categoria sustentabilidade, e os espessadores de rejeitos, em Itabira-MG, na categoria Inovação. A comissão julgadora ainda conferiu menção honrosa a outros dois empreendimentos que se destacaram no uso de estruturas pré-fabricadas de concreto: a Fábrica de Escolas do Amanhã, no Rio de Janeiro-RJ, e a nova unidade do Super Muffato, construída em São José do Rio Preto-SP. “A premiação mostra a versatilidade das estruturas pré-fabricadas de concreto, servindo a vários tipos de obras”, ressalta Íria Doniak.

Entrevistada
Engenheira civil Segundo Íria Doniak, presidente-executiva da Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC)
Contato: abcic@abcic.org.br

Premiação da ABCIC reuniu principais atores da construção industrializada no Brasil

Premiação da ABCIC reuniu principais atores da construção industrializada no Brasil

Créditos fotos: Divulgação/UFABC/ABCIC

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: