Afonso Mamede, presidente da Sobratema: em 2016, parque de máquinas para construção movimentou apenas 35% da capacidade instalada