Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Primeiro edifício giratório vai ser construído em Dubai

Inovação, Obras Inovadoras 2 de setembro de 2008

O projeto para os primeiros prédios giratórios (que serão construídos um no Dubai e um outro em Moscovo), foi apresentado no mês de junho, em Nova Iorque, pelo arquiteto italiano David Fisher

Créditos: Vanda Pereira Cúneo – Assistente de Marketing

A Rotating Tower Technology Company, liderada pelo grupo Dynamic Architecture, revelou elementos do projeto de design, assim como a planta do edifício giratório, que terá 80 andares e 420 metros de altura. A área média de cada apartamento ronda os 120 metros quadrados. Por seu lado, as vilas, com 1.200 metros quadrados, contam com um espaço adicional para o estacionamento de um automóvel.

Cada andar da torre giratória roda de maneira independente assim surgindo um edifício que pode mudar de forma constantemente. Esta característica revolucionária define, por si, um modelo de arquitetura no mínimo raro.

Ecológico e independente em termos energéticos, conseguindo se auto-abastecer através de turbinas eólicas ajustadas entre cada andar, o futuro edifício do Dubai será o primeiro arranha-céu a ser totalmente construído a partir de peças pré-fabricadas, das quais resultará uma economia calculada em cerca de 20%. Conhecido como o “método Fisher”, o trabalho de contrução destas torres exigirá ainda menos trabalhadores no local, reduzindo assim os custos da obra. “Cada andar do edifício pode ser construído em apenas sete dias”, disse o arquiteto italiano por ocasião da apresentação do projeto.

O edifício combina movimento, energia verde e novos métodos de trabalho de construção, o que poderá contribuir para a mudança de conceitos e hábitos na arquitetura, abrindo portas a uma nova era onde se pode falar de uma noção de “casa dinâmica”. O arquiteto italiano David Fisher, dedicou mais de 30 anos de trabalho ao desenvolvimento dos principios técnicos que agora permitem esta obra.

O projeto da segunda torre giratória, planeada para Moscovo, encontra-se em fase avançada, com a conclusão programada para 2010.

“A nossa intenção é construir a terceira torre giratória em Nova Iorque”, confessou o arquiteto David Fisher, agora no centro das atenções do mundo da arquitetura.

Ao anunciar os projetos em Dubai e Moscovo, o arquiteto revelou ainda que, em função do interesse que disse já ter sido demonstrado por investidores de vários países, torres giratórias poderão vir a ser construidas no Canadá, Alemanha, Itália ou Suiça.

Fonte: http://www.universia.pt/servicos_net/informacao/noticia.jsp?noticia=47329



Tags:
Leia também: