Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Prédios sustentáveis devem começar pelo canteiro de obra

Construção Sustentável, Sustentabilidade 28 de setembro de 2011

Especialista alerta que terceirização na construção civil exige cuidados e que a base para um bom desenvolvimento da edificação está no cumprimento da NR 18

Por: Altair Santos

Desde a década de 1980, a construção civil brasileira adota a terceirização para os canteiros de obras. Hoje, reavaliando os problemas que surgiram em decorrência deste modelo, as construtoras estão dando aos seus departamentos de recursos humanos instrumentos para que possam fiscalizar e auditar as empreiteiras que lhe prestam serviço. Essa mudança de comportamento vai além de questões organizacionais e trabalhistas. Tornou-se importante também para que uma edificação siga os preceitos de sustentabilidade e esteja de acordo com a NR 18 (Norma Regulamentadora número 18).

Neide Gomes Barros, consultora em RH: “Construtoras estão mais exigentes no processo de contratação das prestadoras de serviços”

Criada em 1995, e aperfeiçoada por uma série de portarias, a norma surgiu para estabelecer diretrizes nos canteiros de obras, definindo ordem administrativa, planejamento e organização, medidas de controle, sistemas preventivos de segurança e processos de proteção ao meio ambiente. “A base para todo o trabalho que será desenvolvido tem início na organização do canteiro de obras. Conhecer a NR 18 e aplicá-la é primordial para uma construção que se pretende sustentável”, explica a consultora Neide Gomes Barros, autora do livro Desafios na Arte da Construção – Novas Perspectivas na Gestão de Pessoas.

Neide Gomes alerta para os cuidados que devem ser tomados no momento em que se decide pela terceirização no canteiro de obras. “É importante observar os aspectos legais da contratação, assim como sua operacionalização, em função do afastamento da relação empregatícia, ou seja, o poder de mando inserido sobre os empregados perde importante ferramenta de controle”, diz, ressaltando que a fiscalização no cumprimento da legislação tem como objetivo a redução do risco trabalhista e a garantia da segurança e saúde do trabalho. “Estas responsabilidades devem ser realizadas de forma integrada entre setores, como gestão de contrato, Recursos Humanos e Segurança e Medicina do Trabalho”, completa.

RH especializado

A especialista ressalta, no entanto, que a terceirização é uma boa solução, principalmente para os canteiros de obras, desde que a empresa contratada apresente qualificação e responsabilidade trabalhista e previdenciária com seus colaboradores, além de se adequar às exigências da empresa que a contrata. “Os elevados índices de causas trabalhistas, resultantes da terceirização, têm levado as construtoras a maiores exigências no processo de contratação das prestadoras de serviços, como também maior rigor no controle e acompanhamento das exigências trabalhistas e previdenciárias”, reforça.

Para aprimorar as relações nos canteiros de obras, as empresas da construção civil passaram a especializar cada vez mais seus departamentos de recursos humanos. Capacitados, eles dispõem de mais instrumentos para desenvolver programas e ações direcionados às melhorias de questões como baixa qualificação profissional e turnover, gerando melhores condições no ambiente de trabalho. “As empresas estão desenvolvendo estratégias para atrair e reter seus talentos. Para isso, têm realizado parcerias com instituições como Sesi, Senai, Sebrae e universidades”, destaca Neide Gomes Barros.

Saiba mais sobre a NR 18: http://www.fundacentro.gov.br/dominios/PROESIC/anexos/NR18Atualizada.pdf

Sobre o livro Desafios na Arte da Construção – Novas Perspectivas na Gestão de Pessoas

A obra, de 150 páginas, editada pela Nossa Livraria, faz uma apresentação da atuação estratégica da área de Recursos Humanos em empresas da construção civil. De acordo com a autora, mesmo diante de um ambiente em constante mutação, é possível desenvolver um trabalho voltado para a qualidade e a produtividade.

Desafios na Arte da Construção – Novas Perspectivas na Gestão de Pessoas é destinado, principalmente, a profissionais da área de recursos humanos, empresários e gestores em geral, instituições de ensino, acadêmicos, além de profissionais da área da construção civil.

Entrevistada
Neide Gomes Barros, sócia-diretora da CAB (Consultores Associados do Brasil) – empresa de consultoria, assessoria, terceirização de gestão empresarial, recursos humanos, auditoria trabalhista e previdenciária
Currículo

– Graduada em serviço social pela UFAL (Universidade Federal de Alagoas)
– Tem mestrado em gestão empresarial pela Universidade Autônoma de Lisboa (UAL)
– É consultora para implantação de sistemas de gestão de qualidade, com base na NBR ISO 9001:2000, pelo Serviço nacional de Aprendizagem Comercial (Senac)

Contato: neide@cabconsultores.com.br / monica@cabconsultores.com.br (assessoria de imprensa)

Créditos Fotos: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também: