Até 2020, prédios verdes serão maioria entre os empreendimentos corporativos na cidade de São Paulo