Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

PR quer ser o 1º a ter blocos 100% normatizados

Área Técnica, Artigos técnicos, Construindo Melhor, Sobre Cimento, Sobre Concreto 24 de abril de 2013

Sindicaf inicia campanha para que fabricantes do Estado atendam padrões de qualidade e desenvolvam estruturas técnicas e administrativas

Por: Altair Santos

Com associados em 250 dos 355 municípios do Paraná, o Sindicaf (Sindicato das Indústrias de Produtos de Artefatos de Cimento, Fibrocimentos e Ladrilhos Hidráulicos do Estado do Paraná) trabalha para que o estado seja o primeiro a ter todos os fabricantes adequados aos padrões de qualidade ditados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). “Para isso, vamos intensificar o combate à não conformidade intencional e desenvolver estrutura técnica e administrativa que permita a produção e a comercialização de blocos de concreto e peças de concreto para pavimentação com qualidade e custos compatíveis”, explica Geraldo Francisco Pomagerski, primeiro-secretário do Sindicaf.

Sindicaf quer promover a isonomia competitiva entre os fabricantes de blocos de concreto.

A meta será atingida por etapas. Após criar a Comissão dos Fabricantes de Blocos de Concreto, o sindicato inicia a campanha em 39 municípios, abrangendo primeiramente Curitiba e região metropolitana, além de litoral, Campos Gerais e União da Vitória. “A função da comissão será fiscalizadora e educativa. Serão fornecidos para os associados cursos de mão de obra para alvenaria estrutural e para a execução de pavimentação intertravada. Ao mesmo tempo, ocorrerão fiscalizações em obra públicas e particulares para verificar a qualidade de blocos de concreto e pavimentos intertravados”, diz Francisco Pomagerski, garantindo que outras regiões do estado também passarão pelo controle de qualidade. “A intenção é atingir todos os fabricantes do setor”, completa.

Vale ressaltar que a ação do Sindicaf está adequada às práticas da Associação Brasileira de Cimento Portland, e é prioridade do sindicato fazer com que seus associados atinjam os padrões exigidos pelo Selo de Qualidade ABCP. Esta certificação é referência nacional para atestar a conformidade de produtos cimentícios adequados às normas da ABNT e validá-los no mercado. Até porque, a não conformidade – principalmente a intencional – acarreta concorrência desleal no setor da construção civil, representando crime contra o consumidor, segundo a lei 8.078 (art. 39, inciso VIII do Código de Defesa do Consumidor).

Exemplo paranaense

Entre os estados brasileiros, a indústria de artefatos de cimento do Paraná destaca-se pela alta produção de materiais adequados às normas da ABNT. O objetivo do Sindicaf é estender esse nível de qualidade a 100% dos fabricantes paranaenses. Para isso, haverá um especial empenho para atacar a não conformidade dos produtos. “É o principal pecado cometido pelos fabricantes. Há um bom número que desconhece as normas técnicas vigentes e, como não há uma fiscalização efetiva, esses equívocos persistem”, destaca o primeiro-secretário do Sindicaf, afirmando que as visitas ocorrerão em empresas de grande, médio e pequeno porte. “A ideia é também difundir conhecimento. Se um fabricante adota uma boa prática, a intenção é propagá-la para outras Companhias”, afirma.
O Sindicaf anuncia que empresas que queiram ser inspecionadas voluntariamente podem ligar para o telefone (41) 3024-2405 e agendar a visita.

Entrevistado
Geraldo Francisco Pomagerski, primeiro-secretário do Sindicaf
Currículo
– Geraldo Francisco Pomagerski é graduado em direito e ocupa o cargo de primeiro-secretário da nova diretoria do Sindicaf (Sindicato das Indústrias de Produtos de Artefatos de Cimento, Fibrocimentos e Ladrilhos Hidráulicos do Estado do Paraná)
Contato: www.fiepr.org.br / sindicaf@gmail.com
Créditos foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também: