Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Ponte com “balão” evita alta velocidade no Uruguai

Inovação, Novas Tecnologias, Obras Inovadoras 22 de junho de 2016

Obra em área de preservação ambiental foi apontada por escritórios de arquitetura como um dos cinco projetos mais ousados do mundo

Por: Altair Santos

Inaugurada em 22 de dezembro de 2015, a ponte Laguna Garzón, que corta uma importante reserva natural do Uruguai, tem um desenho arquitetônico singular, e providencial. Foi graças ao projeto do arquiteto uruguaio Rafael Viñoly que a estrutura conseguiu sair do papel, superando as barreiras ambientais que a impediam de ser construída. Declarada como área protegida desde 1977, por causa das várias espécies de aves que habitam o local, a Lagoa Garzón faz parte da Reserva da Biosfera, na região sudeste do Uruguai, entre os condados de Maldonado e Rocha.

Ponte sobre o Lago Garzón, no Uruguai: formato de rotatória pôs fim ao impasse sobre a viabilidade da obra

Ponte sobre o Lago Garzón, no Uruguai: formato de rotatória pôs fim ao impasse sobre a viabilidade da obra

Desde 1960 era reivindicada uma ponte na região, considerada também de forte apelo turístico. Porém, os projetos sempre foram embargados. A alegação era de que o tráfego de veículos causaria desequilíbrio na região. A solução foi fazer o transporte por balsas, que prevaleceu de 1994 a 2015. Até que Rafael Viñoly teve a ideia de projetar uma ponte em formato de rotatória ou “balão”. O desenho permitiu a criação de um lago e de um pesqueiro em seu centro, impedindo que a velocidade máxima ultrapasse 40 km/h. Além disso, a estrutura tem capacidade para receber até 1.000 veículos/dia.

Construídas sobre estruturas de concreto armado, a ponte-rotatória está localizada na Rota 10 – uma das principais rodovias do Uruguai. De “Ponte da Discórdia”, como era chamada, a obra transformou-se em uma espécie de cartão postal da região. “O conceito da ponte sobre o Lago Garzón é transformar a travessia de veículos em um evento que reduz a velocidade dos carros, para fornecer a oportunidade de desfrutar vistas panorâmicas de uma paisagem incrível”, define o arquiteto Rafael Viñoly. Ao custo de pouco mais de R$ 40 milhões, o empreendimento começou a ser construído em setembro de 2014 e foi inaugurado em dezembro de 2015.

Ponte construída em concreto armado cumpriu o cronograma: fruto de uma PPP

Ponte construída em concreto armado cumpriu o cronograma: fruto de uma PPP

Ecologicamente correta

A ponte tem um raio de 51,5 metros, unida por dois trechos retos nas entradas. A extensão da estrutura é de 323 metros. A travessia é permitida apenas para veículos de passeio, já que o tráfego pesado se desloca pela Rota 9. “Esta é uma rota eminentemente turística”, diz o engenheiro civil Carlos Marasco, responsável pela obra. A Ponte sobre o Lago Gárzon é uma PPP (Parceria Público-Privada) entre o governo do Uruguai e a construtora Las Garzas Blancas S/A. Seu cronograma foi cumprido integralmente à risca. Trata-se da única do mundo em formato de rotatória.

Em enquete com 20 dos mais renomados escritórios de arquitetura da Europa e dos Estados Unidos, a ponte sobre o Lago Gárzon foi colocada entre as cinco do mundo que se destacam por seus desenhos audaciosos. Entre elas, estão também a Lucky Knot, em Changsha, na China; a Danjiang, em Taipei, Taiwan; a Sölvesborg, na Suécia, e a Zhangjiajie, também na China. A coincidência entre essas obras é que elas priorizam a mobilidade urbana. Além de permitir o acesso de carros, têm espaço exclusivo para a circulação de pedestres e ciclistas. “O projeto é de uma ponte ecologicamente correta”, conclui Rafael Viñoly.

Veja vídeo da ponte sobre o Lago Garzón:

Entrevistados
Ministério de Transporte e Obras Públicas do Uruguai (MTOP) (via assessoria de imprensa)
Rafael Viñoly Arquitetos (via assessoria de imprensa)

Contatos
rlee@rvapc.com (assessoria de imprensa do escritório Rafael Viñoly Arquitetos)
consultas@mtop.gub.uy

Créditos Fotos: Divulgação/MTOP

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: