Perna mecânica é opção para obras de acabamento

Equipamento pode ser usado também na movimentação dos materiais estocados

Perna mecânica é opção para obras de acabamento

Perna mecânica é opção para obras de acabamento 870 579 Cimento Itambé

Equipamento é aliado tanto na segurança quanto nas metas para elevar produtividade. Pode ser usado diretamente na obra e no estoque de materiais

Por: Altair Santos

A tecnologia não é apenas concorrente da mão de obra na construção civil. Ela pode também ser aliada na segurança e na conquista de mais produtividade. Um exemplo é a perna mecânica, que já é realidade em construtoras que atuam em obras de edifícios corporativos, onde os cronogramas estão cada vez mais apertados. O equipamento dispensa andaimes para o acabamento interno, como aplicação de reboco, gesso, drywall e arremates.

Perna mecânica é recomendada para o acabamento fino no teto e no alto das paredes

Perna mecânica é recomendada para o acabamento fino no teto e no alto das paredes

Quem já usou garante que o acessório permite maior mobilidade e estabilidade, visto que os pés da perna mecânica são emborrachados e impedem que o operário escorregue, minimizando o risco de acidentes. “Só o fato de a perna mecânica dispensar o uso de escadas, que é um grande foco de acidentes de trabalho em canteiros de obras, já reduz consideravelmente a exposição dos operários ao perigo de cair”, atesta Haroldo Izareli, gerente de novos negócios da Walsywa, uma das fabricantes de pernas mecânicas no Brasil.

Com um estande na recente edição do Concrete Show 2015, o fabricante foi um dos que mais atraiu público. Com os equipamentos expostos, não faltaram trabalhadores da construção civil para testá-los. “Nos Estados Unidos, na etapa de acabamento interno das obras, a perna mecânica já é o equipamento mais usado. Aqui no Brasil, a crise não nos atingiu. As vendas estão em escala exponencial. Quando o construtor confere suas vantagens, opta por essa solução”, completa Haroldo Izareli.

O ganho de produtividade é uma das vantagens da perna mecânica em canteiros de obras. Ela dispensa a montagem de andaimes e o sobe-desce de escadas. O cálculo é que, a cada 1 m² coberto com escada ou andaime, o equipamento consegue cobrir 3 m². Também é adaptável para obras com pé-direito entre 2,5 m a 4 m de altura. Os fabricantes asseguram que o uso da perna mecânica não requer treinamento e só há duas restrições: para trabalhadores que sofrem de labirintite e que estão acima do peso. O produto, fabricado essencialmente em alumínio, suporta até 102 quilos de peso.

Equipamento pode ser usado também na movimentação dos materiais estocados

Equipamento pode ser usado também na movimentação dos materiais estocados

No mercado, há equipamentos de fabricação nacional e importados. Em média, um par de pernas mecânicas custa aproximadamente R$ 1 mil. Quem vende, afirma que o custo-benefício compensa a diferença entre o aluguel de um andaime e o preço de uma escada. Além da utilização em canteiros de obras, o produto é recomendado também para a movimentação de materiais estocados, auxiliando no carregamento e no descarregamento de caminhões.

Entrevistado
Haroldo Izareli
, gerente de novos negócios da Walsywa

Contatos:
vendas@walsywa.com.br
www.walsywa.com.br
www.fb.com/walsywa

Versátil, perna mecânica requer treinamento básico e suporta até 102 quilos

Versátil, perna mecânica requer treinamento básico e suporta até 102 quilos

Fotos: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil