Donos dos imóveis garantem que, quando situação financeira normalizar, prioridade é terminar a obra