Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Norma para estacas pré-fabricadas está na reta final

Área Técnica, Gestão, Mercado da Construção, Mercado Imobiliário, Normas 16 de outubro de 2013

Consulta pública terminou no dia 10 de outubro de 2013 e expectativa é que a ABNT publique a norma no começo de 2014

Por: Altair Santos

O projeto da norma técnica exclusiva para estacas pré-fabricadas de concreto encerrou a fase de consulta pública no dia 10 de outubro de 2013. Segundo o engenheiro civil Luís Fernando de Seixas Neves, que secretariou a elaboração da norma, a expectativa é de que a Associação Brasileira de Normas Técnicas estabeleça a validação no primeiro semestre de 2014. “Houve uma boa repercussão durante o período de consulta pública e há pouquíssimos pedidos de mudança”, afirma. Há muito tempo que o setor via a necessidade de estabelecer uma norma para estacas de concreto. O CB-18  – Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados, implantou o projeto e coordenou as reuniões da Comissão de Estudos. O Coordenador da Comissão de Estudos foi o Eng. Cláudio Gonçalves.

Luís Fernando de Seixas Neves: com a norma, Brasil terá requisitos técnicos para exportar estacas

Entre os itens que podem levar a alterações no texto da norma estão o que define o tempo mínimo de concretagem para que uma estaca seja considerada apta à cravação e o que estabelece obrigatoriedade de ensaios de absorção de água pelo concreto. No original, o comitê concluiu que as estacas estarão liberadas para a cravação quando a resistência do concreto for maior que 35 MPa e o tempo de fabricação for maior ou igual a sete dias. Da mesma forma, sugere que devem ser feitos ensaios para determinar a taxa de absorção de água por imersão pelo menos uma vez ao mês ou quando houver mudança no traço do concreto ou nos materiais, ou quando solicitado pelo cliente.

Ainda sem numeração, a nova norma para estacas pré-fabricadas de concreto é aguardada com ansiedade pelo setor. O motivo é que dará mais credibilidade aos produtos fabricados no Brasil e tende a abrir mercado no exterior. “Em uma das palestras que dei sobre a norma, esteve presente o representante da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China. Ele estava interessado em saber como se dará a normatização do produto no Brasil e como isso poderá gerar parcerias comerciais entre os dois países”, diz Luís Fernando de Seixas Neves.

Como a nova norma aborda aspectos técnicos e de garantia de qualidade nas etapas de fabricação, manuseio, estocagem e transporte, os importadores de produtos brasileiros avaliam que terão mais garantias de receber estacas sem avarias. “Neste aspecto, o item mais crítico, e que a norma espera solucionar, é o manuseio. Muitos segmentos de estaca acabam sofrendo avarias importantes em obra por falta de cuidados básicos a serem seguidos durante manipulação das peças”, explica o engenheiro civil.

Uma característica da norma, alerta Luís Fernando de Seixas Neves, é que ela não foi criada para “engessar” o produto. “Esse não é o objetivo. Acreditamos que seja saudável a existência de estacas executadas de modo artesanal e a meta é garantir a qualidade do produto final, seja ele fabricado em uma grande indústria ou no canteiro de obra. A norma de estacas fará o que qualquer outra norma faz: garantir ao cliente final um produto com requisitos básicos de qualidade, sem engessá-lo. Cada empresa fabricante poderá impor ao seu produto suas características próprias”, resume.

Independentemente da nova norma, a produção de estacas pré-fabricadas de concreto também continuará submetida a outras normas já existentes, como a ABNT NBR-6118 (Projeto de estruturas de concreto – Procedimento) e a ABNT NBR-9062 (Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado) além da ABNT NBR-6122 (Projeto e execução de fundações).

Clique aqui e entenda a norma técnica para estacas pré-fabricadas de concreto.

Saiba mais sobre a nova norma para estacas pré-fabricadas de concreto:
http://www.cimentoitambe.com.br/estaca-pre-fabricada-de-concreto-tera-norma-propria/

Entrevistado
Engenheiro civil Luís Fernando de Seixas Neves, secretário da comissão técnica da ABNT que trabalhou no conteúdo da nova norma sobre estacas pré-fabricadas de concreto
Contato: lfneves@cepollina.com.br

Crédito foto: Divulgação/Meccanica

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: