Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Norma aprimora vistoria em pontes e viadutos

Área Técnica, Gestão, Mercado da Construção, Normas 28 de janeiro de 2013

Relatório dramático do Tribunal de Contas da União, sobre situação das obras de arte nas rodovias federais, levou ABNT a priorizar a revisão da NBR 9452

Por: Altair Santos

O ano de 2012 foi diferente para a área de normalização da construção civil no Brasil. O meio técnico voltou-se mais para a revisão do que para o desenvolvimento de novos documentos. Desta forma, uma das áreas da ABNT que mais trabalhou foi a Comissão de Estudo Especial de Inspeções de Estrutura de Concreto (ABNT/CEE-169). Ela debruçou-se, por exemplo, nas revisões da ABNT NBR 9607 (ensaio de prova de carga em estruturas de concreto) e da ABNT NBR 9452 (vistorias de pontes e viadutos de concreto – procedimento).

Inês Battagin: ano de revisões de normas técnicas priorizou a ABNT NBR 9452.

Segundo Inês Battagin, superintendente do ABNT/CB18 (Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados) era importante que se desse prioridade às revisões. “Havia a necessidade de atualização do acervo de normas brasileiras estabelecido pela ABNT, até para que ele ficasse em conformidade com as diretrizes internacionais de normalização”, justifica. Foi o que se fez com a NBR 9452, cuja revisão tornou-se prioridade após o desabamento de um pedaço da Ponte dos Remédios, ocorrido no final de 2011, em São Paulo.

O problema com a estrutura do viaduto na capital paulista foi apenas a ponta do iceberg. Meses depois do acidente, o Tribunal de Contas da União revelou que 6.612 viadutos e pontes localizados nas estradas federais brasileiras apresentavam algum tipo de patologia. O TCU acusou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de não promover vistorias com regularidade nas construções. Pior: detectou que o Sistema de Gerenciamento Informatizado de Obras de Arte Especiais (SGO) tinha um banco de dados que não era atualizado desde 2004.

Diante do comprometimento de um patrimônio avaliado em R$ 13 bilhões, a Comissão de Estudo de Inspeções de Estrutura de Concreto (ABNT/CEE-169) mobilizou todo o seu corpo técnico para atualizar a NBR 9452, a qual, a partir de agora, encontra-se em um processo de revisão permanente. “A comissão avaliou o texto em vigor e decidiu, inicialmente, por sua confirmação. Mas os trabalhos de revisão devem continuar em 2013, à luz das novas exigências e tecnologias”, destaca Inês Battagin.

Recuperação de ponte na rodovia Régis Bittencourt: poucas são vistoriadas e consertadas nas rodovias federais do Brasil.

Fazem parte da CEE-169, projetistas, inspetores de estruturas, representantes de concessionárias de rodovias, entidades de pesquisa, entidades responsáveis por treinamento de pessoas para atividades na construção civil, entidades responsáveis pela certificação de pessoas para controle tecnológico do concreto e inspeção de estruturas, universidades e consultores. “Todos se debruçaram sobre o escopo principal da NBR 9452, que se aplica às pontes e viadutos de concreto, antigos ou novos, construídos no território nacional”, explica a superintendente do ABNT/CB18.

Entrevistado
Inês Battagin, superintendente do ABNT/CB18 (Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados)
Currículo

– Inês Laranjeira da Silva Battagin é graduada em engenharia civil.
– É superintendente do ABNT/CB18 (Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados) da Associação Brasileira de Normas Técnicas.
– Também é membro dos conselhos técnico e deliberativo da ABNT, além de consultora da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland).
– Ocupa cargo na diretora técnica do Ibracon (Instituto Brasileiro do Concreto), na comissão de credenciamento do Selo de Qualidade ABCIC (Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto) e na comissão de certificação do Selo de Qualidade da ABCP.
– É sócia-diretora da Master Engenharia e Consultoria S/S Ltda.
– É responsável pelos trabalhos de representação do Brasil nos Comitês Técnicos da ISO de Cimento (TC74), Concreto (TC71) e Produtos à Base de Cimento Reforçados com Fibras (TC77).
– Também é autora de trabalhos e artigos técnicos diversos sobre normalização de cimento, concreto, produtos à base de cimento e durabilidade das estruturas de concreto.
Contato: ines.consult@abcp.org.br inesbattagin@terra.com.br
Créditos fotos: Divulgação/OHL

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também: