Micros da construção civil ganham programa inédito

Adriana Kalinowski, do Sebrae: responsável por mapear as necessidades do setor.

Micros da construção civil ganham programa inédito

Micros da construção civil ganham programa inédito 1024 1020 Cimento Itambé

Sebrae, Fiep e SindusCon-PR levarão gestão, qualificação e inovação às pequenas construtoras e fabricantes de artefatos de cimento da Grande Curitiba

Por: Altair Santos

Na década passada, a taxa de sobrevivência das micro e pequenas empresas (MPEs) ligadas à construção civil girava em torno de 62% – contando do prazo de abertura até o período de dois anos. De 2010 para cá, o número cresceu. Hoje, de cada 100 MPEs que se lançam no mercado, 66% rompem a barreira dos dois anos, segundo dados do Departamento Nacional de Registro Comercial (DNRC) ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, e Comércio Exterior (MDIC).

Adriana Kalinowski, do Sebrae: responsável por mapear as necessidades do setor.

Apesar do aumento de 4% na taxa de sobrevivência, o segmento da construção civil ainda segue atrás de outros setores que também atraem micro e pequenas empresas. Como o comércio, onde a taxa é de 74,1%, e o de serviços, com 71,7%. Atento a esses números, o Sebrae lançou recentemente o Programa Construção Competitiva 2013. A princípio, será testado em Curitiba e região metropolitana. O objetivo é levar inovação e tecnologia à cadeia produtiva, acoplada a modelos de gestão e empreendedorismo.

Em parceria com a Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná) e o SindusCon-PR (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná) o programa começará atendendo setores específicos da cadeia produtiva, entre eles cerâmico, construtoras, escritórios de engenharia e arquitetura, lajes, pré-moldados e artefatos de cimento. “Estes são os setores mais carentes e que têm maior demanda em termos de desenvolvimento empresarial. Vamos focar as empresas que têm potencial de desenvolvimento dentro de cada uma dessas áreas”, explica Adriana Kalinowski, gestora do programa de competitividade do Sebrae.

A princípio, o Construção Competitiva terá como prioridade os empresários do setor. Durante as etapas do programa, aqueles que se credenciarem receberão, por exemplo, aulas de gestão. “Todo o nosso trabalho é focado na gestão empresarial e no aumento da competitividade, através da melhoria de qualidade e da produtividade”, completa Adriana Kalinowski, lembrando que há cinco anos o Sebrae já atua com 80 empresas paranaenses da construção civil, desenvolvendo trabalho semelhante, e que, através da parceria com Fiep e SindusCon-PR, esse número tende a aumentar.

Ao aderir ao programa, os empresários terão acesso a uma série de soluções empresariais, que contam com a experiência e a expertise das entidades envolvidas. “Serão ações focadas na inovação, na gestão ambiental e sustentabilidade, por exemplo. Outra questão importante que será trabalhada no programa é com relação ao grau de competitividade em que as empresas paranaenses se encontram. Vamos medir como está o patamar competitivo das empresas que participarem”, complementa a gestora do Sebrae.

Segundo o SindusCon-PR, as estatísticas mostram que as MPEs da construção civil, na maioria das vezes, nascem seguindo o seguinte princípio: o funcionário vira empreiteiro, o empreiteiro abre uma empresa e a empresa inicia os serviços, normalmente com pouca ou nenhuma organização e com método copiados, quando não, incorporados pelas experiências vividas em trabalhos anteriores. “Mudar esse cenário é a missão do programa”, diz o assessor técnico do sindicato, Ivanor Fantin Júnior, resumindo as virtudes do Construção Competitiva. “Nele, haverá convivência efetiva com a inovação, troca de experiências e, principalmente, evolução sistemática da cadeia produtiva”, afirma. A expectativa é que o programa entre efetivamente em vigor até o final do 1º semestre de 2013.

Entrevistados
Adriana Kalinowski, consultores e gestora do Programa de Competitividade Sebrae-PR, e
Ivanor Fantin Júnior, assessor técnico do SindusCon-PR
Currículos
– Adriana Kalinowski é designer, consultora e gestora do Programa de Competitividade Sebrae-PR.
– Ivanor Fantin Júnior é graduado em engenharia civil pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR)
– Atualmente atua como assessor técnico do SindusCon-PR
Contatos: sebrae@pr.sebrae.com.br / engenharia@sindusconpr.com.br
Créditos foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil