Como micromomentos influenciam mercado imobiliário

Igor Lima, do Google: brasileiro busca cada vez mais informações via smartphone

Como micromomentos influenciam mercado imobiliário

Como micromomentos influenciam mercado imobiliário 900 506 Cimento Itambé

Segundo Igor Lima, Head of Industry do Google Brasil, setor começa a encontrar uma nova fronteira para atrair clientes e vender imóveis

Por: Altair Santos

Em média, o brasileiro consulta o smartphone 80 vezes por dia. A busca por informações representa 40% desses acessos. Quando navega via celular, o usuário se defronta pelo menos oito vezes com dados relacionados ao mercado imobiliário. São insights que o Google renomeou de micromomentos, como define Igor Lima, Head of Industry do Google Brasil. É através deles que o setor começa a encontrar uma nova fronteira, tanto para atrair clientes quanto para reaprender a vender imóveis.

Igor Lima, do Google: brasileiro busca cada vez mais informações via smartphone

Igor Lima, do Google: brasileiro busca cada vez mais informações via smartphone

Segundo o especialista do Google, o usuário de smartphones está cada vez mais envolvido com micromomentos em seu dia a dia. “Os micromomentos estão relacionados diretamente com o smartphone. São as buscas que as pessoas fazem, via celular, para realizar pesquisas, buscar informações, acessar vídeos, verificar as redes sociais, procurar locais, o que fazer, como fazer. Detectamos que esses micromomentos estão mudando a forma como o consumidor recebe e reage às ações de marketing”, explica Igor Lima.

O Head of Industry do Google Brasil revela que esse comportamento acaba funcionando para o mercado imobiliário. “O consumidor também usa esses micromomentos para saber se vale a pena investir em imóveis, como financiar, como chegar no endereço do imóvel ou visitar um estande. Isso vale ainda para quem pensa em reformar, pois ele acaba buscando vídeos sobre soluções construtivas e materiais, além de pesquisar sobre onde comprar”, completa.

Consultar imóveis pelo smartphone já não é mais um ponto fora da curva. Pelo contrário, diz Igor Lima, a tendência é de viés de alta. “Hoje, 40% das pessoas que buscam por imóveis realizam pesquisa via smartphone, seja para comprar ou para alugar. É um numero que está crescendo, e que existe a expectativa de que essa chave vire a partir de 2017”, avalia Igor Lima, cuja palestra na Conecta Imobi – maior evento de marketing imobiliário do Brasil – foi uma das mais concorridas.

Empoderamento do consumidor
Segundo o especialista, essa nova realidade que se vislumbra no mercado imobiliário é desafiadora para os corretores, pois eles vão receber um cliente cheio de informações. “É o empoderamento do consumidor. Agora, o corretor não precisa só saber do imóvel, mas do entorno do imóvel. Ele também tem que entender como o empreendimento foi construído, além de estudar soluções decorativas para o tamanho da unidade que quer vender”, assegura.

Igor Lima faz ver que os micromomentos não são apenas uma janela de oportunidades para o consumidor, mas também para quem atua no mercado imobiliário. “O corretor tem à disposição novos recursos que permitem impactar esse público online e medir os resultados das ações de forma muito mais assertiva. Os vídeos no YouTube, por exemplo, são uma excelente alternativa, pois permitem mais sobre os imóveis ou mesmo sobre a atuação do corretor, sem que haja necessidade de grandes investimentos. É possível ainda explorar o uso de redes sociais. Outro ponto muito importante é contar com ferramentas responsivas, que se adaptam para ser visualizadas no smartphone”, recomenda.

Entrevistado
Igor Lima
, Head of Industry do Google Brasil

Contato
contato@conectaimobi.com.br

Crédito Foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil