Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Material de construção ganha certificado nacional

Construção Sustentável, Sustentabilidade 11 de julho de 2012

Fundação Vanzolini lança o selo RGMat, para atender demanda do mercado e impulsionar as construções sustentáveis no país

Por: Altair Santos

Responsável pela certificação AQUA (Alta Qualidade Ambiental) no Brasil, a Fundação Vanzolini passa a fornecer agora o primeiro certificado de sustentabilidade para materiais de construção do país. Com o selo RGMat, o objetivo é atender uma demanda do próprio mercado, que busca reposicionar seus produtos sobre os critérios de construção sustentável. “Hoje, o consumidor leva muito em conta se o material, além de conformidade e durabilidade, tem baixo impacto ambiental e adequação ao conforto e à saúde das pessoas. São esses os aspectos primordiais levados em conta para a concessão do selo RGMat“, explica o diretor de certificação da Fundação Vanzolini, Manuel Carlos Reis Martins.

Manuel Carlos Reis Martins: dois anos para elaborar o RGMat.

As normas do RGMat foram elaboradas em dois anos. O selo entrou em vigor em março de 2012 e passou por estudos e definições de critérios, como Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). Neste caso, o produto só poderá requerer a certificação se preencher requisitos desde a extração mineral de matérias primas, passando por produção, transporte, montagem, utilização, manutenção e capacidade de reuso ou reciclagem. O RGMat segue parâmetros da ABNT NBR ISO 14024, que estabelece princípios e procedimentos para o desenvolvimento de programas de rotulagem ambiental. “O selo segue todas as normas internacionais e nacionais referentes à construção sustentável“, afirma o diretor da Fundação Vanzolini.

As principais referências para o RGMat foram sistemas de declarações ambientais para produtos da França (Inies) e da Alemanha (Institut Bauen und Umwelt e V.) que são específicos para produtos da construção civil. Outros sistemas também serviram de modelo, tais como o sueco (The International EPD system Sweden), o chinês (Environmental Certification Center of China State Environmental Protection China) e o japonês (JEMAI). A elaboração do selo contou também com o auxílio de softwares criados especificamente para a construção sustentável, como o BEES (Building for Environmental and Economic Sustainability) desenvolvido pelo NIST (National Institute of Standards and Technology).

Para os fabricantes interessados em requisitar o RGMat, a Fundação Vanzolini leva de 60 a 90 dias para a análise inicial e a elaboração das regras da categoria do produto, desde que nenhum similar dele já não tenha sido avaliado. Para conseguir o selo, o material de construção precisa comprovar sua avaliação do ciclo de vida e ter uma declaração ambiental. Em seguida, a Fundação Vanzolini verifica a declaração e, se ela atender aos critérios, emite o certificado e autoriza o uso da marca RGMat no produto em um prazo de 30 dias. “O selo pode ser impresso no produto ou na embalagem, bem como ser exibido nos pontos de venda e em todo material de divulgação. Além disso, a declaração ambiental de produto será incluída numa base de dados de livre acesso, podendo ser consultada por projetistas e consumidores que buscam o menor impacto ambiental em construções e reformas”, completa Manuel Carlos Reis Martins.

Saiba mais sobre o RGMat: Clique aqui

Qual o procedimento para requisitar o selo? Saiba mais

Entrevistado
Manuel Carlos Reis Martins, diretor de certificação da Fundação Vanzolini
Currículo
– Graduado em engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (1969)
– Possui mestrado e doutorado em fundações de plataformas pelo Imperial College London (1980)
– Já ocupou os cargos de diretor de engenharia civil e coordenador do programa de qualidade do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas)
– Foi diretor de certificação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)
– Desde 1996 está na Fundação Vanzolini, como diretor de certificação
Contato: manuel.martins@vanzolinicert.org.br

Créditos foto: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também: